Resenha #121 - O Sopro dos Deuses (O Ciclo dos Deuses Vol 2)!



Ficha Técnica
Título: O Sopro Dos Deuses
Série: O Ciclo dos Deuses
Autor: Bernard Werber
Editora: Bertrand Brasil
Edição: 1
Ano: 2014
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 588 páginas
ISBN: 978-85-2861-941-6
 Sinopse
No início, quando chegaram à cidade de Olímpia e foram aprovados na categoria de anjos da guarda, os alunos-deuses eram 144. Agora, esse número está reduzido quase pela metade. Ao longo do jogo em que precisam fazer evoluir seus próprios humanos – e ao fim do qual somente um aluno sairá vencedor –, muitos já foram eliminados e transformados em seres mitológicos. Diante desses perigos, Michael Pinson tenta sobreviver e impedir a extinção de seu povo.
Para piorar, Michael também tem outras preocupações: apaixonado por Afrodite, ele descobre detalhes sobre o passado da deusa do Amor que o fazem repensar seus sentimentos e acabam por envolvê-lo em um perigoso triângulo amoroso.
Uma história em que os leitores aprenderão, de forma divertida, sobre mitologia e, além disso, sobre história geral. Por meio do narrador, Werber apresenta uma releitura de episódios importantes da humanidade, descrevendo-os sem citá-los diretamente. Na verdade, ele fornece dicas para que os leitores possam interpretá-los e descobrirem sozinhos do que se trata.
Neste segundo volume, O sopro dos Deuses, o autor dá sequência à sua viagem por um mundo divino de fantasia, repleto de suspense e imaginação, onde propõe uma emocionante reflexão filosófica sobre a história humana e o significado da vida. 
Livro cedido pela Editora Bertrand Brasil


*********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
*********************************************************************


Michael Pinson está de volta, em mais uma aventura de tirar o fôlego no reino dos deuses.

Agora, que a concorrência diminui consideravelmente, Michael e seus amigos lutam para se manterem no pódio e alcançarem a não eliminação que acarretará na perca total de suas vida. Mas o aluno assassino continua atingido mais e mais ganhadores, e Michael terá muito mais perdas dessa vez do que poderia imaginar. Enquanto tenda lidar com esse jogo brutal de guiar sua humanidade à prosperidade, tenta controlar seu amor pela irresistível Afrodite, mantendo a certeza de que ela não é quem diz ser. Mas quais segredos Afrodite teria a esconder?

Se você não quer ser vítima do futuro, crie o você mesmo.

Em mais uma seqüência de matar o leitor de agonia, Bernard Werber trás muito mais informações da mitologia e de seu pequeno universo. Com seu gigantesco “wikkipédia” ambulante, este autor garante a todos que se aventurarem por seus livros, uma dose cavalar de conhecimento extra sobre história, sociologia e filosofia. Este volume em questão, Werber centralizou bem mais na sociologia. Suas críticas sociais aparecem em diversos pontos da história, seja mencionando as civilizações fantoches de seus personagens, ou atribuindo características aos próprios deuses, que se apresentam neste livro muito mais falhos do que nos anteriores. Novamente, o que deixa a desejar são as múltiplas páginas que o autor gasta em detalhes que algumas vezes, fazem você ficar meio perdido ou aéreo ao que está realmente acontecendo ali.  Contudo, como este é o segundo volume da série, eu já esperava essa situação, principalmente quando vi que o livro era ainda maior que o anterior. Acho desnecessário uma extravagância que o autor faz em partes que poderiam ser citadas só por citar. Contudo, nada que venha atrapalhar a leitura ou que desmotive não continuar. São mínimas as partes dessa vez, tenho que admitir, mas ainda acho que 588 páginas, contando que estas páginas são bem largas, foram dispensáveis para o todo o mistério que ainda é mantido.

O amor verdadeiro se faz por merecer.”

Por outro lado, nessas 588 páginas, ele soube muito bem apresentar melhor seus personagens, então se você não ficou com uma imagem certa sobre Michael e seus amigos no livro anterior (isso aconteceu comigo), seu problema será resolvido em O Sopro dos Deuses. Esse volume em questão apresentou uma série de preceitos também filosóficos. O livro em si já estimula questionamentos, quando o enredo central é transformar humanos em deuses. E se você fosse Deus, o que faria? São questionamentos deste tipo que me remetem a sempre associar Werber a Douglas Adams, ambos os autores com uma linguagem cientifica que você não vê, mas senti que eles sabem de coisas que você também gostaria de saber. É mais do evidente o domínio que Werber tem sobre a mitologia ou as culturais ancestrais, mas seus conhecimentos não param por ai. O livro está recheado de outros preceitos e citações fortes, seja relacionados ao sentimentalismo ou ao racionalismo, luta que eu acredito, ser o tema central na série O Ciclo dos Deuses, quando nos deparamos com divindades que são mais humanas e falhas do que poderíamos imaginar.

Com certeza é um volume para se agarrar e não largar mais, afinal, O Sopro dos Deuses tem aquele cheirinho bom de inteligência e sofisticação.  Por sorte a trilogia se encerra ainda este ano e terei o prazer de ler o último livro em breve, então aguardem resenha. Até lá, corra a livraria mais próxima e adquira seu exemplar, com uma diagramação perfeita (Eu já disse que a Bertrand detona?) e uma capa que ilustra esplendidamente tudo que o livro quis passar.


Um comentário

  1. Não conhecia essa série
    Mas fiquei super interessada
    Amo livros com essa temática
    Já estou seguindo *~

    Beijos
    |•| http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Expresse-se