Coluna: Papeando com o Leitor #9!





Está chegando! Um dos grandes eventos do ano. O filme Marvel mais aguardado de 2016, com direito a comentários mega positivos até o momento e muita expectativa por parte dos fãs. Neste mês de abril, faltando exatamente 3 dias para a estréia brasileira de Capitão America 3 - Guerra Civil a promessa de romper o universo cinematográfico da produtora assim como fez nas HQs, causa muitas surpresas e novidades para os próximos passos que a Marvel pretende dar dentro dos cinemas. Mas você sabe onde tudo isso começou? Onde tudo isso vai acabar?

Sabemos que acompanhar todos os arcos das HQs da Marvel não é tarefa fácil. Como fã da produtora, mas conhecendo pouco do mundo nos quadrinhos (devido ao fato de não ter acompanhado quase nada), me sinto na obrigação de informar os leitores do blog um pouco mais sobre a trama, trazendo este post especial, fazendo um apurado de referências não só nos filmes anteriores do Capitão America, como também nas HQs, e mais recentemente, no romance escrito por Stuart Moore, lançado aqui no Brasil pela Editora Novo Século. Vamos bater um papo sobre a Guerra Civil e o mínimo que podemos aguardar para a adaptação.


Para quem leu a HQ, evidentemente, o filme vai seguir outros rumos. Mas, de certa forma, a centralidade na trama é a mesma: registro de heróis. Seguindo a lógica do universo cinematográfico, após a luta contra Ultron, a população está assustada. Quando Steven busca uma maneira de evitar que a humanidade continue a sofrer nas mãos dos super vilões, um novo e perigoso incidente abala os Vingadores, resultando em danos colaterais que fazem aumentar a pressão política para instalar um sistema de responsabilização, comandado por uma agência do governo para supervisionar e dirigir a equipe. O novo status divide os Vingadores, resultando em duas frentes - uma liderada por Steve Rogers e seu desejo de manter os Vingadores livres para defender a humanidade sem a interferência do governo, e a outra que segue a surpreendente decisão de Tony Stark de apoiar a responsabilização e supervisão do governo.

 



Na HQ por outro lado, o incidente acontece devido a uma falha causada pelo grupo de heróis amadores, os Novos Guerreiros. Quando um acidente causa a perda de milhões de crianças e adultos, incluindo os heróis, o governo se vê obrigado a tomar partido na intervenção da população super humana. Para isto, lança uma campanha onde os heróis devem abandonar suas identidades secretas e se registrarem, trabalhando juntamente aos militares. Tony Stark (nosso Homem de Ferro) é adepto a ideia no momento em que ela surge, garantindo que o mundo não precisa mais dos mascarados. Já Steven (Capitão America), acredita que isso não é o rumo certo a tomar. Fazer os heróis se registrarem só trará mais armas que poderão ser utilizadas pelos super vilões, ou tornará os atos heroicos deles dependente do governo. Além disto, os próprios vilões começam a ser recrutados para trabalhar contra os heróis, e uma verdadeira briga de ideologias, entre dois ícones do povo americano, nasce. De um lado, Capitão America lutando pela liberdade e proteção da identidade civil dos heróis; por outro, Homem de Ferro, buscando segurança e profissionalismo dos companheiros. De qual lado você gostaria de estar?

   

Guerra Civil é um evento que marca grandes acontecimentos não só no passado dos quadrinhos Marvel, como também no futuro. Escrito por Mark Millar e Steve Mcniven, a obra já era referenciada e pensada muito antes de realmente acontecer. Pela grande maioria dos fãs, é o arco mais bem arquitetado da produtora, e também um dos mais violentos, já que a briga aqui é tanto psicológica quanto física. Os planos que levaram a esse desenrolar na HQ já começavam a surgir em outros arcos anteriores, entre os principais, que marcam essa ruptura: "Guerra Secreta", "Dinastia M", "Ragnarok" e por fim, o de maior influência, a chegada do Homem Aranha aos novos Vingadores. Segunda a produção do quadrinho, o evento já era pensado e aconteceu envolvendo diversos personagens e revistas, desde Quarteto Fantástico, ao próprio cabeça de teia. A única HQ que estava saindo na época, e que não foi afetado pelos eventos, foi Planeta Hulk, justamente porque na história o personagem nem na Terra estava (mas isso já é papo para outro post).


A produção cinematográfica, claro, não vai se manter fiel ao HQ, como já se percebe pela sinopse. Até por questão de envolvimento de diversos outros nomes e personagens (tipo X-Men e Quarteto Fantastico que a Marvel não dentem dos direitos no cinema). Por outro lado, a atual conquista de levar o Homem Aranha para "casa" já promete. Guerra Civil nos cinemas vai ser o gancho não só para introduzir ele como personagem, como também para arrasta seu filme solo, que deve sair ano que vem. Essa também é uma das razões de os fãs estarem tão eufóricos, já que os eventos da HQ, em sua grande maioria, são estreitamente ligados ao herói aranha. Esperamos que seja tratado com total importância também no longa.

Até o momento, foram muitas coisas divulgadas. Desde poster a pequenas cenas, Capitão America 3 será o filme dos Vingadores que não acontecerá literalmente este ano. E se você não conferiu os posters, dá uma olhada:

   
   
   

O fato é que a produtora está se preparando para o grand-finale: GUERRA INFINITA!


O longa mais esperado da série, envolvendo realmente todos os heróis já mencionados em filmes vai literalmente acontecer. E não só em filmes, mas no mundo das séries também. Quem tem Netflix sabe que ela está produzindo séries solos dos personagens da Marvel. Até o momento já saíram duas temporadas de Demolidor, uma de Jessica Jones, e já temos a confirmação para Luke Cage e Punho de Ferro. Fora isso, a história apresentou outros heróis das HQs, como o antiherói Justiceiro, e a heroína violenta, Elektra. A ideia é no fim, misturar todos em uma série só, formando o grupo conhecido como Defensores. Recomendo muito que você assista as séries, pois, seus personagens serão introduzidos nas telonas quando o arco final dos Vingadores chegar.


O mesmo vale para Agents Of SHIELD. Quem já acompanha o seriado sabe que todos os eventos que rolam nos filmes, sempre afetam a série de algum modo. Com Guerra Civil a coisa não vai ser diferente. A produção já prometeu uma season finale (3 temporada) de duas horas, dando destaque a outro grupo heroico que será introduzido também em Guerra Infinita: os Guerreiros Secretos. Alguém falou em Inumanos? Pois é, a série também já deu essa introdução. E também já mencionou os Kree. Então, se prepara! Achou que a Marvel tava brincando? Saca só o trailer do longa!



Em termos de distinção, claramente o filme é o que será mais diferente, como já havia dito, mas os rumos para Guerra Civil já ficavam evidentes muito antes de ela realmente acontecer no cinema também. No começo no ano, rolou um post especial entre mim e o Plínio do blog Entre Séries e Livros.  Nele, debatemos as expectativas tanto para Guerra Civil quanto para Batman Vs. Superman (post aqui), citando como estava a estrutura do enredo e o desenvolver dos personagens. Eu defendi a Marvel e continuo defendendo. O atrito Capitão Vs. Homem de Ferro já rolou muito tempo atrás, lá no primeiro filme dos Vingadores. Mas as coisas só foram ficando mais apertadas. O envolvimento da SHIELD com a HIDRA, o aparecimento de Ultron, a criação de novos super dotados (Wanda e Pietro), a introdução ao multiverso (Homem Formiga) e suas possibilidades, tudo isso já dava indicio da imagem ideológica que o produtores queriam abordar. Além disto, em Vingadores - Era de Ultron o grupo meio que já teve sua própria desavença, justamente pela mentalidade de Stark de sempre colocar a segurança em um patamar tão artificial, enquanto que suas escolhas acabam gerando perigosas consequências. O perfil destes personagens foi se fazendo no decorrer dos filmes, e a separação do grupo ficando mais evidente, tanto que a própria Viuva Negra já entrou em conflito com Capitão America em O Soldado Invernal, quando aderiu a seguir ordens do governo ao invés do líder, ainda sugerindo, durante o longa, que em um futuro, ambos, poderiam estar em lados opostos.


Além disto, a introdução de Bucky ao longa, só vai aumentar a tensão no grupo, de forma que alguns o encaram como vilão e outros não. Sem dúvidas, o conflito está armado e queremos muito descobrir onde tudo vai terminar. Com certeza em um grande rompimento, esperamos, então aguarde surpresas ao final deste filme. E lembre-se, ainda este ano teremos Doutor Estranho, que segundo fontes da internet, está sob a posse de uma das Jóias do Infinito (pedras que já apareceram nos outros filmes da Marvel) (possuem um poder assustadoramente devastador), e essa pedra pode ser a salvação para algum herói que venha a falecer nesta trama. Com certeza Guerra Civil não será um enredo infantil ou sem cortes. Isso é evidente.

Mas voltando a fidelidade, se sua praia não é HQ, e sim livros, as páginas dos quadrinhos foram adaptadas para romance pelo autor Stuart Moore (como disse acima), e ficaram dignas devido a tanta fidelidade. Tem resenha aqui no blog sobre o livro (aqui) caso queira saber mais, mas saiba que lê-lo é a mesma coisa que conhecer a HQ, então, se ainda quiser ter uma base, corre na net, adquiri seu exemplar (ou tenta baixa pelos sites de downloads de pdf) e divirta-se nesta aventura eletrizante. Ahh, e não deixe de conferir o filme nas telonas. A partir de quinta por todo o Brasil.


Ansiosos? Quais suas expectativas? Algum outro filme de herói que você quer realmente ver?
#TeamCap ou #TeamIronman?


2 comentários

  1. Como é que eu fui me tocar só agora que aqui é o antigo Olímpico Literário? Tava tão chateada achando que o blog tivesse sumido de vez hahahaha
    Oie, David!
    Acompanhar as HQs não é nada fácil mesmo, mas que bom que temos você pra nos situar <3 hahaha adorei o post, sou um pouco mais chegada na DC *não me xingue*, mas seu post ficou bem explicativo e completinho!
    Te indiquei pra um prêmio lá no blog, vem veer :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2016/04/premio-dardos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Haha, não jamais xingaria <3 Que bom que voltou a comentar aqui conosco. Senti sua falta. Eu imaginei que fosse pela mudança, por isso você tinha sumido, por isso fui lá comentar e deixar o novo link. Seja bem vindo a nossa nova casa, com novo visual <3
      Também gosto da DC, mas conheço mais da Marvel. E que bom que gostou do post. Estou realmente ansioso para este filme *-*
      Vou olhar o prêmio sim.

      Bjs
      David

      Excluir

Expresse-se