Resenha #331 - A Perda (The Originals Vol 2)!






Título: A Perda
Coleção: The Originals
Autor: Julie Plec
Editora: Galera Record
Ano2016
Especificações: Brochura | 192 páginas
ISBN9788501105851
 Sinopse

Segundo volume da série The Originals, inspirada na série de TV homônima. Nesta continuação de Ascensão, os irmãos Mikaelson não demoram a perceber que reconstruir Nova Orleans foi apenas um passo na interminável guerra entre as milenares raças de vampiros, bruxas e lobisomens. Obcecado pelo poder, Klaus é o responsável por interferir no delicado equilíbrio sobrenatural da cidade. As bruxas estão isoladas nos pântanos e os lobisomens se foram, mas o Original está acostumado a ter o que quer e faz um pacto com uma bruxa para atender o que seu coração nunca deixou de desejar. O que ele não sabe é que com o pacto vem uma maldição, que pode lhe custar a vida e sua adorada cidade.
Cortesia Editora Galera Record // Blog De Cara nas Letras


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************
 


RESENHA ORIGINALMENTE POSTADA NO BLOG DE CARA NAS LETRAS

Em mais uma tirada emocionante, The Originals ganha seu segundo volume, intitulado de "A Perda", cheio de reviravoltas e adrenalina, prometendo um desfecho tão angustiante quanto os outros volumes lançados até agora. Com ritmo perfeito, a narrativa de Julie Plec nos prende da primeira página até a última, sem qualquer pausa para suspirar ou deixar o nível do romance cair.



44 anos depois do grande desastre que fez New Orleans renascer das cinzas, a cidade está agora finalmente sob o controle da família Original. Os Mikaelsons dominam todas as ruas e seu mundo finalmente parece está prosperando. Mas Klaus continua, mesmo depois de tanto tempo, tentando cumprir sua ambição e reviver sua amada. Para tal feito, ele não importa-se de colocar em risco a vida de seus irmãos, Elijah e Rebekah. Para conseguir finalizar esse desejo, ele precisará da ajuda de uma bruxa, mas os bruxos estão buscando vingança há muito tempo, e a oportunidade pode ser essa. Agora, Lily Leroux tem o plano e a isca perfeita e um novo mal recai sob a cidade, mais devastador do que nunca. E enquanto os irmãos tentam combater essa nova escuridão, duas únicas coisas ficam certas: haverá um banho de sangue e uma escolha pode finalmente fragmentar a relação familiar dos Mikaelsons que já vem sobrevivendo precariamente há tanto tempo.

Narrado em terceira pessoa, a obra vem dividida entre os pontos de vistas de Klaus, Rebekah e Elijah, seguindo o modelo do primeiro volume. Essa divisão na narrativa não só favorece ao leitor se aproximar de todos os personagens igualmente, como também amplia o campo que envolve toda a trama. Plec tem uma escrita simples, sucinta, não se atendo muito a certos detalhes, e isso pode ser considerado tanto uma ponto negativo, quanto positivo. Positivo pelo fato de não embromar demais descrevendo coisas desnecessárias; negativo por deixar alguns eventos, que poderiam ser melhor explorados, passar em branco ou muito superficial. Pessoalmente opto pelo lado positivo. Não gosto muito de longas descrições, e por ser tratar de um livro que envolve uma temática sobrenatural, The Originals, por ter essa escrita básica, não se torna cansativo e diverte o leitor a todo instante.

A construção dos personagens feito pela autora também é um aspecto a se ressaltar. Plec cuidou perfeitamente de diferenciar um irmão do outro, fazendo e ressaltando tais características de forma que o leitor consiga distinguir quem está sendo focado na narrativa. Além disso, o fato de tratar de personagens que já foram bem explorados para quem acompanha os seriados The Vampire Diaries ou The Originals, só torna a trama ainda mais convincente e diferente, trazendo um passado não citado na série.

 
 

Neste volume o destaque de personagem vai para Rebekah que não só amadureceu muito mais, como também foi o pilar para o desenvolvimento de todos os eventos. "A Perda" trata especificamente do rompimento final na família Original, colocando em cheque toda a frustração e mágoa guardada por eles. Além disso, o volume se mostra mais adulto e violento. Se no primeiro tivemos um foco maior na trama romântica, neste volume acontece o inverso. O romance é jogado para segundo plano enquanto que a central aborda as brigas, os banhos de sangue e o lado mais misterioso da trama. O enigma no enredo guia o leitor por todas as páginas, fazendo com que os capítulos passem rapidamente e tornando a leitura tão prazerosa. 

Para uma sequência, "A Perda" foi tudo que esperei e mais um pouco. Com uma edição tão singela quanto o primeiro livro, sendo fã da série também, aguardo ansiosamente pelo seu desfecho, e já adianto que indico a leitura para os fãs do universo sobrenatural ou do mundo vampiresco. Não só um conto sobre vampiros, The Originals é uma emocionante história que aborda relação familiar, confiança e jogo de poder, tudo estritamente muito bem elaborado e explorado.



Julie Plec é uma produtora executiva e Roteirista americana, conhecida por seu trabalho nos filmes da franquia Pânico e do seriado Kyle XY. Ela co-criou a série de televisão The CW The Vampire Diaries com Kevin Williamson.









Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se