Coluna: Na Tela #29!



Olá gente! Hoje eu volto com mais uma série do universo dos heróis, mas especificamente do universo DC. Vamos falar da novata, Preacher.



Sinopse: A série acompanha a história de Jesse Custer, um pastor texano em conflito que acaba possuído por uma força espiritual fugitiva do céu chamada Gênesis, a qual confere a ele o poder de fazer com que qualquer um o obedeça. Acompanhado de sua ex-namorada, Tulipa, e o vampiro irlandês Cassidy, Custer vai atrás de Deus a fim de encontrar as respostas que procura.











Elenco:
Dominic Cooper (Jesse Custer), Joseph Gilgun (Cassidy), Ruth Negga (Tulip O'Hare), Lucy Griffiths (Emily Woodrow), W. Earl Brown (Sheriff Hugo Root), Derek Wilson (Donnie Schenck), Ian Colletti (Eugene Root / Arseface), Tom Brooke (Fiore), Anatol Yusef (DeBlanc), Graham McTavish (The Saint of Killers).




Preacher é uma série do canal AMC, baseada nos quadrinhos homônimos criados por Garth Ennis e pelo desenhista Steve Dillon. A série foi criada por Evan Goldberg (Vizinhos/Vizinhos 2), Seth Rogen (Vizinhos/Vizinhos 2) e Sam Catlin (Breaking Bad) e engloba os gêneros drama, humor negro, sobrenatural, terror e ação. Claramente que tendo tais gêneros, a série não poderia ter outra classificação além de 18 anos. Posso dizer que esse fator não acabou com a série, sua classificação no IMDb é de 8,3 e já foi renovada para uma segunda temporada para 2017.

No elenco Preacher conta com Dominic Cooper como protagonista. Para quem não lembra, ele viveu o pai do Tony Stark no universo cinematográfico da Marvel, e isso me chamou a atenção porque os personagens são um tanto diferentes e agora ele tem a atenção voltada toda para ele. Embora eu não conheça a HQ, ele me vende um personagem muito convincente e que ganha sua atenção.

Outro ator importado direto do UCM (Universo Cinematográfico da Marvel), é a atriz Ruth Negga que viveu uma "vilã" em Agents Of SHIELD. Mais uma vez fiquei encantado pela sua atuação, mais uma vez me vi apegado a sua personagem, que dessa vez é co-protagonista.

O enrendo é muito interessante e bem trabalhado, porque Jesse é um herói diferente. Ele quer trazer a paz e o bem, para que todos possam aceitar Deus em sua vida. De outro lado ele tem um passado nada bom e suas ações no presentes não são muito ortodoxas, o que eu acho grandioso quando se faz esse contraste. No quesito efeitos especiais, não há muito o que falar, porque o poder do Jesse não é visual, então quando há efeitos, são poucos.

AVALIAÇÃO FINAL

Bom gente, essa foi minha indicação de hoje, espero que vocês tenham gostado e que possam dar uma chance a Preacher como eu dei e adorei. Comentem aqui: se você assistiu, o que gostou, se não assistiu ainda, se interessou? Até a próxima!




Um comentário

  1. Ouvi muita gente falar bem dessa série, mas não me despertou interesse não :( quem sabe um dia eu mude de ideia. Ótima resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Expresse-se