Cinema #149 - Power Rangers!





Título: Power Rangers (2017)
Gênero: Ação
Direção: Dean Israelite
Elenco: Anjali Jay, Becky G., Bill Hader, Bryan Cranston, Dacre Montgomery, David Denman, Elizabeth Banks, Ludi Lin, Naomi Scott, RJ Cyler
Roteiro: Ashley Miller, Burk Sharpless, Haim Saban, John Gatins, Matt Sazama, Max Landis, Shuki Levy, Zack Stentz
Produção: Brian Casentini, Haim Saban, Marty Bowen, Wyck Godfrey
Duração: 124 min.
Estúdio: Lionsgate Films / Saban Brands / Saban Entertainment Inc
 Sinopse
Cinco adolescentes comuns descobrem moedas de poder que proporcionam dons extraordinários, mas logo eles percebem que a pequena cidade de Alameda dos Anjos e o mundo inteiro está a beira de ser extinto por uma ameaça alienígena e eles são a única chance de salvação. Nessa nova aventura baseada na clássica série, os jovens heróis escolhidos pelo destino descobrem rapidamente que são os únicos que podem salvar o planeta. Mas, para isso, eles terão que superar os problemas pessoais e encontrar um meio de se unir para se tornarem os Power Rangers.


**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


S E N S A C I O N A L!


Power Rangers’ é um show de filme que envolve o telespectador no drama de seus personagens, nas batalhas eletrizantes ou nas piadas bem feitas que tornam tudo ainda melhor. Para quem estava sem expectativas para essa produção, já pode começar a surtar porque a adaptação foi muito bem feita e provavelmente vai te conquistar.

Há eras atrás, o planeta Terra foi campo de uma batalha brutal entre os Rangers, seres poderosos que protegem a vida e o Cristal Zel, e a traidora do grupo, Rita Repulsa, uma mulher dominada pela sede de poder. Com um ultimo esforço, Zordon conseguiu proteger os morfadores da infame vilão e guardá-los de forma que só ressurgissem novamente quando novos Rangers fossem escolhidos e tidos como merecedores. Tempos depois, um grupo de adolescentes improváveis acaba encontrando os morfadores e sendo escolhidos como novos protetores do Cristal Zel. E o momento não poderia ser mais oportuno. Rita está de volta, determinada a conseguir o que não conseguiu antes. Seria esse novo grupo de Rangers, formados pelos mais desajustados e improváveis heróis, capazes de se unirem e derrotarem o mal que ameaça não só sua cidade, mas todo o planeta?

Eu pessoalmente amei esse filme do começo ao fim. O roteiro escrito por Ashley Miller, Burk Sharpless, Haim Saban, John Gatins, Matt Sazama, Max Landis, Shuki Levy e Zack Stentz não poderia ter sido mais interessante pra mim. O filme tem um jogo muito intrigante de estruturar drama, piada e ação, todas sequenciadas dentro de um enredo bem amarrado e cheio de referências. Se você era fã da franquia ‘Power Rangers’, desde os primórdios, então com certeza vai amar esse remaker. Os efeitos visuais não só incríveis, como as músicas de fundo se adéquam com muita perfeição as cenas que vão se desenrolando. E não vamos esquecer dos efeitos gerados pela câmera. Tem uma cena em especifico onde o telespectador tem uma experiência muito diferente com a câmera durante a filmagem. Sério, aquilo ficou IMPRESSIONANTE. Me senti dentro do longa.


No quesito interpretação, todos os atores mostraram-se eficientes e efetivos no seu papel. Eu diria que ‘Power Rangers’ é um filme de grupo que funcionaria ainda muito bem, mesmo que fosse individual. O drama de cada personagem é muito bem desenvolvido, além de que, cada ator conseguiu transmitir bem a essência e caracterização de seu papel na trama. Dos Rangers, a antagonista interpretada por Elizabeth Banks, a caracterização na deixa falhar. E embora o visual do filme seja bem adolescente, ele abre espaço para a diversidade, trabalhando temas que em certos momentos trazem um ar mais pesado a trama, mais sombrio, bem diferente da coisa caricata que tínhamos na série de TV. E também bem mais envolvente e interessante. É impossível não se cativar por cada um, com seus problemas e qualidades. Fora que o química entre os atores da equipe principal rolou super bem, de forma que nada parece forçado.



Eu poderia tecer umas 10 maneiras ou motivos para que você vá aos cinemas ver esse longa. Mesmo sem ser fã, a diversão é garantida para todos que se aventurarem em conferir. ‘Power Rangers’ parecia um filme bem fraco, onde as apostas e expectativas estavam extremamente baixas, e parece que ele conseguiu enganar bem. Apostando já em uma continuação (porque sim, tem cena pós-crédito que dá a entender isso), já posso ficar ansioso para os próximos volumes da franquia que irão vir!


Um comentário

  1. Oi, David!
    Apesar de não ter faísca (fiquei super bolada, não viu mentir), eu gostei muito do filme e já quero outro.
    A Elizabeth ficou muito MASSA de Rita Repulsa!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir

Expresse-se