20 junho 2017

Resenha #148 - Quando Tudo Faz Sentido!




Título: Quando Tudo Faz Sentido
Autora: Amy Zhang
Editora: Rocco
Ano: 2017
Especificações: Brochura |320 páginas
ISBN13: 9788579803420
 Sinopse
Liz Emmerson é uma garota popular no colégio e tem uma vida aparentemente invejável. Por que ela tentaria tirar a própria vida, simulando um acidente de carro depois de assistir a uma aula sobre as Leis de Newton? Neste surpreendente romance de estreia, Amy Zhang, que nasceu na China e mora no estado de Nova York, aborda temas como abandono, bullying, depressão e suicídio com uma narrativa crua e pungente que vai arrebatar os fãs de obras como As vantagens de ser invisível, Nuvens de Ketchup e Meu coração e outros buracos negros, entre outros. Na trama, Liz é resgatada por Liam, um garoto que ela sempre desprezou, mas talvez uma das poucas pessoas ao seu redor capaz de enxergá-la além das aparências. Envolvente e emocionante, o livro – que prende também pelo mistério se a protagonista vai ou não sobreviver (e que só é revelado no final) – mostra a fragilidade, a solidão e os dilemas dos jovens de forma sensível e sincera.
Cortesia Grupo Editorial Rocco 

**********************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
**********************************************************************


Um livro que sabe mesclar muito sua trama entre o leve e o pesado. Apesar dos diversos temas "complicados" apresentados pela autora, ela não faz o leitor encontrar dificuldade na leitura e sua narrativa fluída é muito cativante. 'Quando Tudo Faz Sentido' vai para a lista de livros carregados de sentimento que me arrebatou do começo ao fim.

Liz Emerson sempre foi a menina mais popular, bonita, festeira e horrível. Mas ela cansou de despedaçar as pessoas, porque no processo, ela acabou se autodespedaçando. Em uma tentativa desesperada de acabar com todo o silêncio e dor, Liz tenta se suicidar em um acidente de carro e minutos antes de colidir, as coisas começam a fazer sentindo em sua cabeça. Quais implicações isso terá em um momento tão tardio?


Narrado em terceira pessoa, a história já intriga o leitor pelo narrador em si, uma presença que não é apresentada a nós, e isso atiçou minha curiosidade logo nas primeiras páginas. Em pouco tempo, já estava absorvido pela leitura. Amy Zhang tem uma escrita muito gostosa, direta e lírica. Suas comparações ou metáforas são sempre bonitas de se apreciar, até mesmo quando a trama em si não mostra personagens tão bonitos assim. Pelo contrário, seguindo uma pegada bem parecida com 'Os 13 Porquês' de Jay Asher, 'Quando Tudo Faz Sentido', não tenta romantizar a protagonista ou deixar uma dualidade na suas decisões. Desde o primeiro instante da obra, fica claro que Liz não é uma personagem legal e que acaba se degradando devido a todas as atitudes ruins que causa a sua volta. O efeito da sua tentativa de suicídio é semelhante ao da Hannah, personagem de Asher. Tudo começa de uma maneira "leve" e vai se transformando em uma bola de neve. A dúvida que fica é: será que ela sobrevive ou morre? Eu consegui identificar elementos de outros YA contemporâneos de que gosto, mas isso não afetou minha nota ou experiência com a leitura. Como disse, Zhang teve uma maneira bem interessante de construir sua narrativa, através de lembranças e cenas atuais, coisa que faz com que o leitor se apegue pela personagem, por pior que seja sua atitude. Eu pelo menos torci para que Liz aprendesse alguma coisa no meio de tanta situações fúteis e desagradáveis.

Como eu disse acima, identifiquei diversas características de personagens ou elementos de outros romances com essa mesma pegada. E mesmo assim ainda trago como destaque dois personagens que gostei bastante. O primeiro é sem dúvidas Liam. Eu gostei muito desse personagem e o arco dele dentro da história foi sem dúvidas o melhor. Primeiramente ele surge como alguém sem muita importância, mas logo sua relação com a protagonista é estabelecida e você vai se envolvendo no drama. Sem deixar de contar que me identifiquei também bastante nas decisões dele.

A segunda personagem é Kennie, amiga de Liz. Entre as duas pessoas mais próximas dela, essa é sem dúvidas a que melhor se destacou para mim. Não só pelo seu arco pessoal dentro da trama, mas pela personalidade forte e frágil ao mesmo tempo.

'Quando Tudo Faz Sentido' é um livro que brinca com as leis físicas e as transformar em diversas metáforas para descrever a vida e o amadurecimento humano, e essas são características únicas e muito valorosas dentro do romance. Com um narrador misterioso e uma pergunta cruel que guia o leitor até a última página, a obra trabalha temas pesados como suicídio, relacionamento abusivo, bulimia, vicio em drogas, com a maior leveza e realidade possível, sem tornar a leitura maçante ou desgastante demais.



Amy Zhang nasceu na China, cresceu em Wisconsin, e atualmente vive no estado de Nova York.





Um comentário:

Expresse-se