Resenha #161 - Dumplin'!



Título: Dumplin
Autora: Julie Murphy
Editora: Valentina
Ano: 2017
Especificações: Brochura |300 páginas
ISBN13: 9788558890311
 Sinopse
Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e sua inesquecível história sobre empoderamento feminino, bullying, relação mãe e filha, e a busca da autoaceitação. Sob um céu estrelado e ao som de Dolly Parton, questões como o primeiro beijo, a melhor amiga, a perda de alguém que amamos demais e “estou acima do peso e ninguém tem nada com isso” fazem de Dumplin’ um sucesso que mexerá com o seu coração. Para sempre. Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin’ pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo... até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular... e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca. Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.
Cortesia Editora Valentina // Site e Facebook da Editora


************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Tinha todos os elementos para ser memorável, mas falha miseravelmente, infelizmente. "Dumplin'" insisti em abordar o óbvio e foge ao esperado, focando em um triângulo amoroso sem contexto e numa protagonista que não cativa o leitor. Uma pena que essa leitura tenha sido tão decepcionante.

Dumplin' é o apelido usado por Willowdean Dickson, uma garota totalmente fora do padrão. Filha de uma ex miss, Will cresceu a sombra da perfeição idealizada, quando ela em si, não é. Suas inseguranças e incertezas com seu corpo e sua aparência, a levam a querer provar seu valor entrando para o concurso de Miss Jovem Flor do Texas, mas sobreviver a essa competição não será uma tarefa fácil.


Em suma, a trama de Julie Murphy é definitivamente tudo o que eu queria  ter lido E me doí o coração ter que dizer o quão decepcionado fiquei.

Narrado em primeira pessoa, seguimos a história através dos olhos de Will e esse foi o meu primeiro problema. Apesar da escrita fluída da autora, a protagonista, infelizmente não me agradou. Estabeleci uma relação de amor e ódio com ela, onde ao mesmo tempo em que sentia apatia por seus dilemas com seu corpo, por outro lado odiava suas atitudes infantis, mimadas e egoístas com sua amiga mais querida ou seus envolvimentos amorosos. Will é complicada. Ela transita muito dentro do enredo, não sendo algo fixo, e mesmo fora do padrão, seu comportamento, a mim, pareceu inaceitável. Ela criava caso sobre confiança e lealdade quando ela em si não era, principalmente no quesito sinceridade. O plot envolvendo seu arco com sua melhor amiga, Ellen, é o mais irritante. Eu gostei da relação que a autora criou delas, e queria ter visto mais dessa parceria. Mas metade do livro ambas passam brigadas e na maior parte do tempo, o leitor sabe quem é a culpada para uma desavença tão desnecessária. 

Contudo, nada se compara ao desastre que se torna o romance quando o triângulo amoroso começa a acontecer. Em uma obra que deveria priorizar muito mais questões de aceitação ou empoderamento feminino, temos a protagonista se preocupando e a autora focando em brigas de casais; casal esse, que a mim, não teve química  alguma, sendo uma relação extremamente idealizada em um primeiro momento. Eu não gostei do protagonista masculino, Bo. Ele me pareceu tão superficial e melodramático quanto Will. Para mim, os dois não combinam e depois do desastre da relação deles (se é que podemos chamar aquilo de relação), já não queria mais torcer pelo casal. Não suportava as atitudes do meninos e quão toxico esse relacionamento pareceu. E quando a autora finalmente inclui algo interessante entre ela e o outro candidato, o elemento não é bem desenvolvido. E Will segue fazendo escolhas estúpidas que só me criavam mais antipatia por ela.

De fato o que mais me chateia é o livro focar em um triângulo amoroso quando tinha tantas outras temáticas mais interessantes para abordar, que tornariam sua leitura muito mais rica. As personagens secundárias, por exemplo, salvam a obra, com suas personalidades vibrantes e poder feminino. Eu amei a desconstrução de todas elas. E seus amadurecimentos. As envolvendo a parceria das garotas, apesar de poucas, são imensamente mais interessantes que qualquer outra relacionada aos namoros da protagonista. Inclusive, até mesmo Will cresce um pouco. Pena que tarde demais. Em cerca de 300 páginas, o concurso só acontece efetivamente nas últimas 50.

Eu não julgaria o pior livro para tratar sobre gordofobia, mas definitivamente passa longe de ser o melhor. Com romances aguados e uma personagem principal complicada, "Dumplin'" não me agradou, por mais que eu quisesse.


JULIE MURPHY vive no norte do Texas com o marido que a ama, o cachorro que a adora e os gatos que a toleram. Quando não está recordando deliciosos momentos de sua vida como bibliotecária, escrevendo ou mesmo tentando recolher animais abandonados, Julie pode ser encontrada assistindo a filmes feitos para a TV, caçando a perfeita fatia de pizza caprichada no queijo e planejando sua próxima grande aventura turística. Após abandonar a profissão de bibliotecária (quanta saudade!), Julie agora é escritora em tempo integral. Seu aclamado romance de estreia se chama Side Effects May Vary. Visite Julie em www.juliemurphywrites.com





4 comentários

  1. Oi, David!
    Esse livro fez tanto sucesso que já vai virar filme, com atores escalados e tudo.
    Nossa, que nome triste dessa menina viu? Will Dickson hahahahahha Mas enfim né? Eu acho que a autora fez de propósito.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To mega ansioso pela adaptação. Foi uma leitura muito divertida

      Abraços
      David

      Excluir
  2. Oiii David

    A premissa desse livro é ótima, a história toda tem pinta de ser divertida mas ao mesmo tempo daquelas que carrega uma mensagem forte como pano de fundo. Com certeza é um livro que vou querer ler futuramente.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice!
      Super recomendo. Mesmo. Adorei ele.

      Abraços
      David

      Excluir

Expresse-se