Resenha #181 - Corte de Asas e Ruínas (Corte de Espinhos e Rosas Vol 3)!






Título: Corte de Asas e Ruínas
Coleção: Corte de Espinhos e Rosas Vol 3
Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Ano: 2017
Especificações: Brochura | 687 páginas
ISBN: 
13: 9788501301383
 Sinopse
O terceiro volume da série best-seller Corte de Espinhos e Rosas, da mesma autora da saga Trono de Vidro em “Corte de Asas e Ruína" a guerra se aproxima, um conflito que promete devastar Prythian. Em meio à Corte Primaveril, num perigoso jogo de intrigas e mentiras, a Grã-Senhora da Corte Noturna esconde seu laço de parceria e sua verdadeira lealdade. Tamlin está fazendo acordos com o invasor, Jurian recuperou suas forças e as rainhas humanas prometem se alinhar aos desejos de Hybern em troca de imortalidade. Enquanto isso Feyre e seus amigos precisam aprender em quais Grãos-Senhores confiar, e procurar aliados nos mais improváveis lugares. Porém, a Quebradora da Maldição ainda tem uma ou duas cartas na manga antes que sua ilha queime.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Um desfecho digno para personagens tão inesperados e incríveis. "Corte da Asas e Ruínas" foi um volume instigante, cheio de reviravoltas e acontecimentos chocantes.

O Rei de Hybern pretende iniciar sua guerra e Feyre esta disposta a todo custo a impedi-lo. Presa novamente na corte Primaveril, ela arquiteta sua vingança, enquanto seus amigos lutam em outra frente tentando firmar alianças improváveis e complicadas. Rumando para um destino sangrento, seria ela capaz de sobreviver a essa guerra? Quanto mais ela pode sacrificar?


Tocado com maestria, o enredo desse livro não falha um só instante, ou pelo menos não falhou comigo. "Corte de Asas e Ruínas" foi o tiro certeiro, sendo bem escrito e apresentando personagens que não são jamais vistos como algo comum, simples. Sarah J Maas cria toda uma mitologia e um mundo cheio de nuances que apelam do lado mais lindo para o mais selvagem em uma velocidade impressionante sem parecer forçado ou deslocado. 

Narrado em primeira pessoa, baseando-se no ponto de vista da protagonista Feyre, esse livro foi uma experiência sufocante e fantástica. Com ação desenfreada e planos mirabolantes que vão pegando o leitor, difícil vai ser largá-lo até sua última página.

Esse terceiro volume com certeza é o melhor livro da autora lançado até agora, melhor até que sua outra saga de sucesso, "Trono de Vidro" que gosto muito, mas não apresenta tanta complexidade e surpresa quanto essa trilogia. As reviravoltas elaboradas por Maas, seus personagens cheios de complexidade e cenas de ação memorável, fazem dessa leitura um prazer inesgotável

Feyre é uma personagem digna, cheia de nuances e girlpower. Desde o primeiro volume que sua personalidade vai se moldando conforme os eventos da narrativa vão acontecendo. Nesse instante final, ela amadurece e se mostra ainda mais determinada e poderosa do que nunca, perdendo o trono de rainha poucas vezes para sua irmã, Nestha, maior destaque da leitura. Seu aparecimento era tão superficial que pouco importava, mas a personagem ganha um destaque gigantesco que muito se espera (eu pessoalmente) da próxima parte da trilogia que ira narrar suas aventuras. Estou realmente ansioso.

Para os fãs de boa fantasia, com personagens fortes e marcantes, "Corte de Asas e Ruínas" é um prato delicioso, com direito a mitologia envolvente, guerra desenfreada, personagens secundários excelentemente construídos e cenas mais apimentadas ou violentas que geram todo um diferencial para a obra.


Sarah J. Maas vive no sul da Califórnia, gosta dos filmes da Disney e música pop. Ela adora contos de fadas e balé, bebidas de café, e assistir programas de TV. Quando ela não está ocupada escrevendo romances de fantasia YA, gosta de explorar a costa da Califórnia.







Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se