Cinema #48 - Em Ritmo de Fuga!





Título: Em Ritmo de Fuga
Gênero: Ação
Direção: Edgar Wright
Elenco: Ansel Elgort, CJ Jones, Eiza González, Hudson Meek, Jon Bernthal, Jon Hamm, Kevin Spacey, Lance Palmer, Lily James, Micah Howard, Morgan Brown, Morse Diggs, Sky Ferreira, Viviana Chavez
Roteiro: Edgar Wright
Produção: Eric Fellner, Nira Park, Tim Bevan
Duração: 113 min.
EstúdioSony Pictures
 Sinopse: Baby tem um problema auditivo decorrente de um acidente que teve na infância e que o obriga a escutar música o tempo inteiro para impedir o zumbido que perturba seus ouvidos. Habilidoso na direção, ele acaba integrando uma quadrilha de assalto a bancos como forma de pagar uma antiga divida com um chefão do crime.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Música e cenas de ação nunca fizeram tanto sentido quanto na mescla deliciosa elaborada especialmente para a trama de 'Baby Driver' (Em Ritmo de Fuga). Garantindo cenas de tirar o fôlego e uma trilha sonora que casa perfeitamente bem com cada plano e sequência do longa, esse é sim um filme a ser apreciado, onde a regra do menos é mais se aplica com imensa grandeza.


Baby (Ansel Elgort) é um talentoso piloto de fuga que confia muito mais na batida de suas trilhas sonoras do que em qualquer outro elemento a sua volta. A música acaba silenciando o zumbido que possui devido a um acidente que sofreu quando criança, e ao mesmo tempo em que é um rapaz vivendo perigosamente, também é um romântico incorrigível. Guiado pelo balanço das batidas, ele acaba encontrando a garota de seus sonhos. Mas investir nesse amor pode ser algo perigoso em vista de todas as loucas ciladas em que ele parece se meter. Agora, impossibilitado de conseguir sua felicidade sem precisar lutar, Baby se prepara para embarcar em um dos golpes mais violentos que já enfrentou, tendo que lidar com uma galera da pesada e a possibilidade gritante de falhar ao fim.

Não tem uma só cena nesse filme que eu julgaria menos que majestosa. 'Em Ritmo de Fuga' como foi traduzido aqui no Brasil, consegue juntar apelativo com clichê e mesmo assim parecer extremamente inovador. Suas sequências de tirar o folego, suas cenas arrasadoras de ação, todo o casamento perfeito que as músicas passam junto com o desenvolver da trama, torna a experiência única, e esse filme não seria o mesmo sem todos esses elementos. Tudo é bem amarrado, fechado e mostrado e embora o foco seja um romance, ele não dilui todo os outros sentimentos que o telespectador pode vir a ter enquanto acompanhar o desenrolar dos eventos.


Ansel Elgort estava muito a vontade na pele de seu personagem. Baby é o protagonista com poucas falas por quem você vai se apegar e torcer nos primeiros instantes do longa. Você fica na expectativa para que tudo de certo e para que ele consiga atingir seus objetivos. Sua relação com as músicas na trama transmitem ainda mais verdade para suas emoções e feições. Todo o desenvolvimento de seu personagem com seu pai adotivo é espetacular. Até os cenários do filme casam com seu humor, alterando do mais colorido ao mais obscuro.


Em contraparte temos a personagem de Lily JamesDebby,  que apesar de não estar tão presente no filme, não deixa de encantar. Seu relacionamento com Baby é o típico primeiro amor épico, formando a dupla perfeita e passando a sensação de que você também quer viver aquele sentimento. Eles são muito verdadeiros em transmitir todo o carinho e sensualidade que envolve os dois em uma batida musical infinita e bem compassada.


Equilibrando tudo isso ainda temos Jamie Foxx (Bats) vivendo um antagonista presunçoso e imoral. As cenas em que ele participa são sempre imprevisíveis, causando uma sensação espontânea de que algo vai dar errado. Inclusive meus nervos ficaram a flor da pele nos momentos finais. Nenhum outro rival de Baby chega aos pés desse.


Não vou nem negar que dos poucos filmes que vi indicados ao Oscar esse é de perto o meu favorito. 'Em Ritmo de Fuga' possui todos os elementos batidos de outros longas de ação a la 'Velosos e Furiosos', ao mesmo tempo que uma simples particularidade torna ele tao inesquecível e diferente.


6 comentários

  1. Eu tô muito afim de assistir esse filme!

    https://gotasdecafe.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cecilia!
      Espero que curta quando assisti :)

      Abraços
      David
      https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      Excluir
  2. Oi, David!
    Migo, eu gostei do filme, mas não daria isso tudo de estrela não hahahaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      COMO ASSIM IRMÃ? KKKKKKKKKKKKKKK Esse filme é um hino! FAVORITADISSIMO!

      Abraços
      David
      https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      Excluir
  3. Olá, David.
    Eu não tenho o costume de assistir a esse tipo de filme. Geralmente prefiro filmes de suspense hehe. Mas depois de tantos elogios até fiquei curiosa com ele e vou procurar para assistir.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      Eu também não. Nunca nessa vida eu vi filmes a la Velozes e Furiosos, mas esse aqui foi uma excessao. Ele e muito diferente e tem uma pegada muito mais romantica do que ação em si.

      Abraços
      David
      https://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      Excluir

Expresse-se