Cinema #56 - Sierra Burgess is a Loses!






Título: Sierra Burgess is a Loser
Gênero: Comédia, Romance
Direção: Ian Samuels
Elenco: Kristine Froseth, Noah Centineo, RJ Cyler, Shannon Purser, Alan Ruck, Alice Lee (I), Chrissy Metz, Giorgia Whigham, Joey Morgan, Lea Thompson, Mario Revolori, Mary Pat Gleason, Will Peltz,Wolfgang Novogratz
Roteiro: Lindsey Beer
Produção: Thad Luckinbill, Brian Pitt, Lindsey Beer, Molly Smith, Trent Luckinbill
Duração: 105 min.
EstúdioNetflix
 Sinopse: Sierra (Shannon Purser) é uma adolescente inteligente, mas que não se encaixa exatamente nos padrões de beleza impostos no ensino médio. Quando um incidente de confusão de identidade resulta em um romance inexperado em sua vida, ela se vê precisando se juntar a garota mais popular da escola para poder ficar com o menino que gosta.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Em um misto de erros e acertos, 'Sierra Burgess is a Loser' é mais um clichê cheio de peripécias que vai encantar muita gente amante do gênero ou chatear.

Sendo mais uma produção da Netflix, o enredo acompanha Sierra (Shannon Purser), uma garota excluída socialmente na escola devido a sua aparência, que geralmente ou passa despercebida ou acaba sendo alvo de bullying. Em determinado momento, a garota mais popular, Veronica (Kristine Froseth), acaba sendo posta contra a parede depois que Sierra a enfrenta e no meio desse jogo, em vista de uma represália pela forma ofensiva com que a excluída lhe tratou, Veronica oferece o número de Sierra a um garoto desconhecido. A partir dai, Sierra começa a receber mensagens de Jamey (Noah Centinro), e através dessa interação ambos começam a se apaixonar. O problema é que Jamey acha que Sierra é na verdade Veronica, e a garota, fará de tudo para sustentar essa farsa.


Em 70% do filme, eu diria que a Netflix acertou na produção. 'Sierra Burgess is a Loser' é uma comédia romântica adolescente repleta de todos os outros clichês de filmes desse tipo, mas que parece quebrá-los a todo instante. E se tratando desse tipo de longa em específico,  isso é algo bom. A história é bem mais crua e abre espaço para debates interessantes, mesmo que não sejam melhores aprofundados, ficando apenas no raso. A comédia em si, também é garantida e boa parte da trama tem uma leveza e uma tonalidade gostosa que fará possivelmente com que o telespectador siga até o fim, principalmente em se tratando da interação entre Sierra e Veronica. Os diálogos são cômicos e apaixonantes.


O elenco desse filme tem muita química, não há como negar. Tanto Shannon Purser com Noah Centineo quanto com Kristine Froseth, cativam o telespectador. E embora Purser tenha seus momentos de apagamento, sendo que em algumas cenas, devido a falta de expressividade, ela aparente estar apática ou não atinja muito quem esta assistindo, a trama não se compromete a ponto de fazê-lo desistir. Os atores estão confortáveis em seus papéis, mas não chegam a ser tão cativantes como em 'Para Todos os Garotos que Já Amei'.

Infelizmente não só de flores vive esse longa e em alguns aspectos esse filme peca feio. O primeiro fator é o que mais me chateou: seu desfecho. A mim, apressado e mal estruturado, levanta uma temática até mesmo arriscada e pesada, que não é bem desenvolvida e não pune ninguém, podendo passar uma mensagem errada. A protagonista executa certas ações que mereciam espaço para serem retratadas, mas o roteiro não se preocupa com isso e foca-se apenas em acertar mais uma banalidade para o romance, que diga-se de passagem, em determinado ponto, se transformou em algo esquisito. É uma relação, de certo modo, abusiva e sem permissão. A primeira cena do beijo do casal, em especial, é problemática.


Outro fator desinteressante talvez seja o começo do longa, que leva muito tempo em tela para desenvolver sua protagonista e apresentar a problemática principal. Embora isso não tenha me chateado, especificamente falando, já que eu estava imerso na trama, pode ser complicado para outras pessoas. O filme da uma guinada bem grande quando a interação entre PurserFroseth passa a ser maior evidenciada. E esse é o ápice para mim. As duas funcionaram bem juntas e a amizade dela me alegrava, fator que só fez agravar minha decepção com o final.

O roteiro também deixa escapar alguns outros detalhes, como, um maior destaque para o núcleo familiar de Veronica, que tem de fato uma problemática que poderia ter sido mostrada melhor; menos alívio cômico partido do personagem de RJ Cyler (Dan), que tenta soar como o amigo engraçadinho, mas falha mortalmente e quem sabe até um maior foco no interesse amoroso de Sierra. O casal pode até parecer envolvente, mas, em 80% o garoto fica apagado e você sabe bem pouco da vida dele, dos amigos, de como ele é quando não está interagindo na paquera.

A gordofobia também não é bem representada. Uma cena em questão, me conquistou, não nego, quando a protagonista desabafa, mas a relação dela com os pais é complicada. Eles parecem motivadores, mas ao mesmo tempo agem cegamente, como se só uma frase de apoio ou lemas idiotas de livros, fosse o suficiente para ajudar alguém inseguro de si ou com baixa alto estima. A mãe da Sierra e o pai, principalmente, me deram nos nervos. É um trágico caso de eu finjo que cuido e você finge que está bem. Queria que a tecla tivesse sido melhor apertada. A problemática toda poderia ser em torno disso, e o filme, confesso, seria bem melhor.


Mas, a quem discorde das minhas posições. Assim como em 'A Barraca do Beijo', outra produção da Netflix, esse filme vai se ater aos extremos, ou gostar demais, ou odiar demais. Mantenho-me na visão mediana. Bom, mas podia ser melhor. Tirando a trilha sonora maravilhosa e a fotografia, que para mim, estão impecáveis, 'Sierra Burgess is a Loser' é contraditório; um filme com boas intensões que acabam sendo, em boa parte, mal executadas. É assistível, não nego, mas, há melhores.


10 comentários

  1. Respostas
    1. Oi Lu!
      Sim sim, pois é. Aquele final ficou péssimo, no pior estilo clichê forçado :(

      Abraços
      David

      Excluir
  2. Oi David!
    Concordo contigo sobre o final! Tbm achei os pais da Sierra meio estranhos, rs. Mas no geral gostei muito do filme. Acho q entre esses 3 clichês adolescentes da Netflix, gostei menos de A barraca do beijo.
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Eu não vi esse da Barraca do Beijo. Achei tão tosco que nem me arrisquei. E vi um monte de resenha dizendo que o pessoal é péssimo na interpretação. Não pretendo me arriscar :(

      Abraços
      David

      Excluir
  3. Oi David, eu concordo sobre o final, por isso não dei 5 estrelas, mas adorei o filme, super me tocou!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Sim sim, ele acaba sendo muito tocante, principalmente quando se dedica a mostrar todas as dificuldades que a personagem Sierra passa.

      Abraços
      David

      Excluir
  4. Olá, David.
    Acho que sou a unica pessoa que ainda não vi esse filme. E espero ficar entre os que gostaram. Mas pelo que li aqui e no blog da Luiza, não sei não sobre esse final. Mas li alguns comentários bem positivos, então vamos ver hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      Espero realmente que você veja e não se importe tanto. Mas o final é bem falho mesmo :(

      Abraços
      David

      Excluir
  5. Oi David,
    HAHAHA discordamos sobre o Thor, mas concordamos na Sierra. \\o
    Também acho que há vários momentos mal executados mesmo. Fora essas questões de terem feito tantas coisas erradas e não mostrar que era errado e tals. Não adianta jogar diversidade num filme se não sabe trabalhar.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Oi
    diferente de você eu gostei da história e não me preocupei com as questões que levantou, até porque eu estava procurando por um filme leve, para um feriado após dias sem tempo pra assistir.
    Mas as coisas que levantou realmente me fez pensa o protagonista mesmo ficou meio apagado e até o melhor amido da Sierra deu uam sumida na metade do filme.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se