Resenha #253 - O Mundo Depois (Fim dos Dias Vol 2)!






Título: O Mundo Depois
ColeçãoFim dos Dias Vol 2
AutoraSusan E.E
Editora: Verus
Ano2017
Especificações: Brochura | 308 páginas
ISBN13: 9788576863793
 Sinopse
Nesta sequência de A queda dos anjos, os sobreviventes do apocalipse começam a juntar o que restou do mundo moderno.
Quando um grupo captura Paige, a irmã de Penryn, achando que ela é um monstro, a situação termina em massacre. Paige desaparece. Os humanos estão aterrorizados. E a mãe das meninas, devastada.
Penryn dirige por San Francisco à procura da irmã. Por que as ruas estão tão vazias? Onde estão as pessoas? Sua busca a leva ao coração do plano secreto dos anjos, onde ela observa sua movimentação e descobre até que ponto essas criaturas maléficas são capazes de ir para conquistar seus objetivos.
Enquanto isso, Raffe está em busca de suas asas. Sem elas, ele não pode se juntar novamente aos anjos, muito menos retomar seu lugar de líder. Porém ele está prestes a se deparar com o maior dilema que já enfrentou: recuperar suas asas ou ajudar Penryn a sobreviver?
Este livro ágil e emocionante vai fazer os leitores se envolverem cada vez mais com a história de Penryn e Raffe — e vai deixá-los implorando pelo volume final da série.


************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Empolgante do começo ao fim, tendo um ritmo acelerado a todo instante, 'O Mundo Depois', segundo volume da trilogia 'Fim dos Dias' é a pedida certa para uma boa fantasia urbana com uma protagonista badass.


Penryn e sua família escaparam do ninho da Águia, antiga sede dos anjos, mas sobreviver nesse mundo pós apocalíptico ainda será um desafio. Sem a proteção de Raffe, ela agora precisará manter sua família segura enquanto tenta compreender todas as transformações que sua irmã esta passando. O caminho árduo estará logo a frente e uma ameaça ainda maior se aproxima. Seria Penryn capaz de impedir o fim iminente?

Narrado em primeira pessoa, o livro segue novamente a visão da protagonista, e esse é uma das poucas vezes que esse elemento não me incomoda. Susan E.E tem uma fórmula maravilhosa de finalizar cada capítulo sempre com um ganho atrativo, para que o leitor sinta vontade de ler os próximos. Tratando-se de partes curtas e cheias de diálogos, a leitura rende facilmente e logo, o leitor esta envolvido em sua trama e cativado por seus personagens. A autora elabora bem toda a montagem do enredo, sem pecar um só segundo nesse quesito. E embora me desaponte um pouco a pouca relevância ou exploração que alguns personagens secundários possuem, isso não me incomoda. Você fica tão mergulhado na ação e nas cutucadas ácidas da protagonista, que acaba não sentindo o vazio dos demais. É como se ela preenchesse os outros.

Penryn é sem dúvidas o ponto forte dessa trilogia. Além de ser uma protagonista muito fodona que não espera o drama e simplesmente mete a porrada (literalmente), ela é ironicamente engraçada. Sua relação com a mãe e a irmã é a melhor possível. Quando o trio esta em cena, você não sabe exatamente o que irá acontecer. A autora tem a capacidade de atribuir sabedoria para uma personagem de sanidade instável. E você gosta disso.

A química entre a mocinha e o mocinho também me agrada. Raffe e Penryn casam bem como dupla e as cenas de lutas protagonizados por eles são de tirar o fôlego. Uma em específico, nesse volume, que acontece justamente no ar, é maravilhosa. Todas as riquezas dos detalhes e o comportamento dos dois convergem para que o leitor fique sem ar, esperando pela próxima empreitada. Não posso negar que torço pelo casal, embora sinceramente, prefira eles como parceiros de combate, e nada mais.

Esse volume também temos um pouco mais de Raffe. A autora conta alguns detalhes de sua história e embora não seja nada extremamente grandioso, me ajudou a construir uma melhor ideia de quem realmente ele é.

Os vilões, infelizmente, não me ganham muito. O clima iminente de fim funciona bem mais como subterfúgio do que os anjos em si. Acho todos muito superficiais, genéricos. Até mesmo Beliel, que não demonstra muito suas ambições e quando mostra, não cativa. Mas como falei acima, esses elementos são tão aleatórios, que quase nem fazem falta na trama.

'O Mundo Depois' não cai na maldição do segundo livro chato, pelo contrário, foca em muito mais cenas de ação e em personagens que não tem medo de lutar. Se Susan E.E tinha me ganhado com o primeiro volume, nesse ela definitivamente me conquistou. Ansiedade descreve minha situação para a leitura do desfecho.


Susan E.E tem comido mezze na cidade velha de Jerusalém, surfou as águas quentes da Costa Rica, e jogou seu curta-metragem em um grande festival. Ela costumava ser uma advogada, mas adora ser uma escritora porque permite que sua imaginação pule para fora e seja selvagem. Angelfall é seu romance de estréia, um best-seller thriller de fantasia que foi traduzido para 19 línguas e teve seus direitos de adaptação comprados pela Sam Raimi, Rob Tapert, and Good Universe.




2 comentários

  1. Oi David! Eu gosto muito desta série a o casal é um dos melhores que conheço. Eles tem o romance, mas a luta que travam com o mundo dá um touque especial nesta relação. Não tem aquele mel, mas muita porrada e ambos tem diálogos muito inteligentes e divertidos.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida!
      To curioso pra saber como vai ser o final deles. Ansioso mesmo porque gostei muito desse volume 2 e espero um desfecho satisfatorio.

      Abraços
      David

      Excluir

Expresse-se