Resenha #259 - Reino das Cinzas (Trono de Vidro Vol 7)!





Título: Reino das Cinzas
Coleção: Trono de Vidro Vol 7
Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Ano: 2019
Especificações: Brochura | 938 páginas
ISBN: 13: 9788501116307
 Sinopse
A conclusão épica e inesquecível da série Trono de Vidro.
Trancada em um caixão de ferro, Aelin luta para permanecer forte e resistir às torturas de Maeve, pois sabe que a sobrevivência de seu povo depende disso. Mas a cada dia que passa, parece mais difícil manter a determinação. Em Terrasen, Aedion, Lysandra e seus aliados se esforçam para conter a ameaça iminente, porém a força dessa aliança pode não ser o suficiente para barrar as hordas de Erawan e proteger Terrasen da destruição total. Enquanto isso, do outro lado do oceano, Rowan não irá desistir de encontrar seu amor, sua parceira, sua rainha.
À medida que os fios do destino se entrelaçam no explosivo final da série Trono de Vidro, todos devem lutar se quiserem uma chance de sobreviver.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


'Reino das Cinzas' é um desfecho justo para uma série tão cheia de altos e baixos. Sarah J. Maas encerra com esplendor a jornada da assassina Celaena e emociona com o clima de nostalgia e adrenalina à flor da pele.

O PARÁGRAFO A SEGUIR CONTÉM SPOLER DO LIVRO ANTERIOR.

A batalha final se aproxima. Prisioneira de Maeve, rainha feerica, Aelin continua persistindo em busca de uma saída que a leve novamente para a frente de batalha contra as forças de Erawan. Mas esse objetivo parece cada vez mais distante, conforme ela é torturada a cada dia. Sendo assim, Rowan e uma pequena equipe caçam desesperadamente sua rainha, enquanto Dorian, Aedion e Chaol tentam manter as linhas de frente na batalha. Aelin sabe que seu destino esta traçado. Ainda resta uma chance de paz, mas o custo será alto demais.


Esse é o melhor livro da série, sem nenhuma sombra de dúvida e um dos melhores do ano, me atrevo a dizer desde já. Explosivo do começo ao fim, não tem um só capítulo que não deixe o leitor tenso ou imerso na luta ou no sofrimento dos seus personagens. Narrado em terceira pessoa, sob a perspectiva de todos os membros principais da série, 'Reino das Cinzas' com suas quase 1000 páginas, não decepciona um só instante, e mantém o ritmo rápido e cheio de reviravoltas.

A escrita de Maas esta no seu auge. Nunca senti tanta segurança na autora quanto nesse livro. Até seus personagens menos destacados ganham relevância. O clima é de tensão e insegurança. Todos enfrentam suas próprias batalhas. E esse é o interessante. Para quem leu 'Império de Tempestade', quinto volume da série, ficou bem claro, os diversos núcleos que a autora cria nas retas finais da obra. Nesse livro, ela precisava fechá-los adequadamente e depois reuni-los. E Maas faz isso com maestria. A junção de seus personagens em uma só problemática e em uma só cena, é maravilhoso. Ela trabalha bem as relações e motivações. Me senti lendo uma história semelhante a experiência que tive vendo 'Vingadores: Guerra Infinita'. Longos 10 anos culminados em um imenso evento. E acreditem, tem guerra de sobra. São cenas e mais cenas de batalha. O leitor senti na pele o desenvolver dos combates. Diferentemente de outros livros ou outras autoras, Maas nessa obra, cumpriu o prometido.

Dorian e Manon são meus personagens favoritos desde o terceiro volume. Nesse livro, eles roubam a cena. Seus capítulos são sempre os mais interessantes e relevantes. Me agrada muito o crescimento dado a ambos os personagens. E a construção do seu relacionamento também.

Mas não devo esquecer o núcleo de Aelin. Ela garante toda a intensidade e dramas da obra. Seus capítulos também são interessantes e a reviravolta em sua jornada é espetacular. Se você busca uma personagem girl power, eis uma aqui. Se só ela não lhe bastar, ainda temos destaque para Yrene, uma protagonista morna que me ganhou demais nesse livro. Eu realmente não esperava toda a desenvoltura e importância que ela adquiri.

Outros personagens como Lyssandra, Lorcan, Elide, Fenrys e até mesmo o próprio Rowan também possuem seus momentos. Sarah J. Maas deixou que todos tivessem suas horas de glória.

Pouquíssimos aspectos me incomodaram nesse livro. O fator principal é a formação de casais descabida (é sério gente, se Sarah não fosse autora, seria casamenteira). Como aqui é a fusão total de todos os personagens, o número de relacionamentos era algo realmente irritante, principalmente porque todos seguem um padrão genérico social. Mas isso jamais seria suficiente para me fazer desgostar a ponto de penalizá-lo. Era incômodo, apenas. Tendo tido outras experiências com a mesma autora, entretanto, já esperava.

Aedion também me incomodou bastante. Seu personagem decaiu muito, tomou atitudes bastante estúpidas e infelizmente não torci por ele (na verdade fiquei na torcida para que morresse).

Foram longas 1000 páginas de muita emoção e adrenalina, com cenas insanas de ação, reviravoltas turbulentas e novas descobertas (O REI TEM NOME GALERA E OLHE, É MUITO FODA ESSA EXPLICAÇÃO) trazendo para 'Reino das Cinzas' um sentimento forte e uma impressão especialmente positiva. A série deixa saudade e se despede com perfeição, fechando o arco de personagens tão únicos e memoráveis.


Sarah J. Maas vive no sul da Califórnia, gosta dos filmes da Disney e música pop. Ela adora contos de fadas e balé, bebidas de café, e assistir programas de TV. Quando ela não está ocupada escrevendo romances de fantasia YA, gosta de explorar a costa da Califórnia.




8 comentários

  1. Oi, David!

    Meu Jesus, sete livros hahaha tenho mais curiosidade com a série por conta da fama do que pela história em si, sem dúvidas é uma obra e tanto, que prende o leitor do início ao fim sem grandes dificuldades. Assim que possível pretendo ler também, é ótimo saber que a qualidade se mantem até o último volume!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Pode ir com fé! É uma série que vale a pena investir.

      Abraços
      David

      Excluir
  2. Olá, David.
    Falta dois livros para eu terminar a série e estou enrolando para ler porque não quero que termine hehe. Império de Tempestades terminou de um jeito desesperador e quero ver como a autora vai resolver as coisas. Em Império eu já achei que ela juntou todo mundo que estava sozinho hehe. E tenho que tirar meu chapéu para ela porque ela sabia o que estava fazendo desde o primeiro livro, não foi naquela vamos ver como vai o andar da carruagem, ela já sabia como ia terminar tudo desde o começo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      SIM! A Sarah é muito organizada. Ce vai ver que nesse último as pontas soltas são tudo amarrada. Ela foi brilhante. Mas esse fato de juntar todo mundo em casal é meio cansativo. Em certo nivel me incomoda, mas não o suficiente para que eu não amasse esse livro.

      Abraços
      David

      Excluir
  3. Oi David,
    Eu acabei esse livro essa semana e estou sem palavras.
    É INCRÍVEL, MARAVILHOSO, ÉPICO E NADA DO QUE EU FALAR FARÁ JUS A ELE.
    Já estou com saudade da diva Aelin ♥
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ale!
      NUM É! AFF, sofri demais. Foram longos 15 dias de muita alegria e sofrimento. Mas valeu cada instante <3 Aelin e Dorian roubaram o livro todo sem nem piscar.

      Abraços
      David

      Excluir
  4. Oi
    que bom que gostou desse, um dia vou ler essa série só li comentários mega positivos dessa série, parece ser bem legal e envolvente.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir

Expresse-se