Cinema #82 - Toy Story 4!





Título: Toy Story 4
Gênero: Animação
Direção: Josh Cooley
Elenco: Annie Potts, Blake Clark, Bonnie Hunt, Bud Luckey, Estelle Harris, Jeff Garlin, Jeff Pidgeon, Joan Cusack, Jodi Benson, Kristen Schaal, Laurie Metcalf, Lori Alan, Patricia Arquette, Tim Allen, Tom Hanks
Roteiro: Andrew Stanton, John Lasseter, Lee Unkrich, Pete Docter, Stephany Folsom, Will McCormack
Produção: Jonas Rivera
Duração: 90 min.
EstúdioPixar Animation Studios, Walt Disney Pictures 
 Sinopse: Woody sempre foi confiante a respeito de seu lugar no mundo, e sua prioridade é tomar conta de suas crianças, seja Andy ou Bonnie. Mas quando Bonnie adiciona um relutante novo brinquedo ao seu quarto, Forky, uma aventura junto a velhos e novos amigos vai mostrar a Woody o quão grande o mundo pode ser para um brinquedo.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


E eu achando que a Pixar não podia me emocionar mais com uma história sobre brinquedos! 'Toy Story 4' é uma responsável continuação que vale cada minuto de tela, trazendo nostalgia, encantamento e muita diversão.


Na trama iremos acompanhar a vida de Woody e seus amigos após deixarem de serem os brinquedos de Andy para se tornarem os novos amigos da Bonnie. Acontece que apesar de tudo, não tem sido uma adaptação fácil e Woody, mais do que o outros, tem sentido isso. Quando sua criança está prestes a começar uma nova fase de sua vida, um novo amigo surge para ajudá-la a superar as dificuldades, e o cowboy precisa a todo custo proteger esse brinquedo, mesmo que isso signifique ser esquecido.

Assim como o penúltimo filme da franquia, esse volume tem ainda mais um ar adulto. Mesmo sendo uma animação que trabalha muito do infantil, 'Toy Story' apela para a maturidade colocando em pauta dilemas e dramas bastante presentes na nossa vida. Em seu quarto filme, o foco central fixa em Woody e ele é a estrela, retratando sua vida agora como um brinquedo não mais tão amado quanto antes, e isso foi interessante de se vê. É bem marcado o quanto o fator amizade está presente no roteiro e o quanto isso dita a atitude dos personagens. Essas amizades aparecem não só como algo bom, mas também como ruim.

As problemáticas do protagonista são interessantes e envolventes e não tornam a trama pesada. O alívio cômico de outros personagens transforma até a cena mais triste em algo positivo para se rir. E eu gargalhei, várias e várias vezes. As piadas não podiam estar melhor situadas. A produção não peca.


A nova roupagem de velhos personagens também é magnifica. A personalidade que é dada a esquecida Betty é maravilhosa. Todo o ar badass e garota durona funcionaram muito bem com a personagem, principalmente pelo fato de que antes ela não tinha sido devidamente explorada. O background que ela ganha e toda a nova mitologia que introduz, facilita com que o telespectador se identifique e se apegue, desejando mais e mais cenas dela. E sua química com Woody é inegável. Em muito a parceria deles me lembrou o clima de 'Toy Story 2', onde Buzz e o cowboy se unem para retornarem ao seu lar.


A vilã também foi uma surpresa interessante. Tendo em vista o grande número de plot twits que a franquia já apresentou, esse foi mais um inovador. Consegui gostar tanto dela, sofrer tanto por ela, tendo em vista a sua personalidade humanizada, que quase que suas maldades passavam despercebidas. Sério, que construção! Eu diria que ela carrega o mesmo nível de empatia que só o Thanos tinha me apresentado até agora.

O roteiro só peca infelizmente na exploração de outros personagens. Por apresentar muitos ao mesmo tempo, claramente que nem todos tem espaço de tela para se mostrar e isso é evidente. O filme até tenta colocá-los em uma equipe, mas é bem superficial. Nada, porém, que estrague a diversão. Os novos acréscimos são tão hilário que você mal vai notar essa falha e vai se divertir da mesma forma.


Em quesitos técnicos, que designer! Eu achei que eles tinham atingido o topo com 'Os Incríveis 2', mas era apenas o começo. A computação gráfica está tão bem feita e bonita que eu diria que seria justo demais se concorressem a um Oscar de fotografia (KKKKKKKKK). Tudo é tão real e vívido. Os detalhes dos cenários, das roupas dos personagens. Tudo se molda muito bem.

'Toy Story 4' pode ser definido como o fim e o começo, e isso faz total sentido para quem viu. Com um roteiro redondo e personagens cativantes e nostálgico, é diversão mais que necessária e garantida, confirmando que você deve/pode se emocionar mais uma vez ao som de "Amigo estou aqui".


6 comentários

  1. Oi David!! Estou bem curiosa com essa vilã! E morrendo de vontade de ver, amo Toy Story!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Chocado que ce não viu ainda D:
      Veja muito, vale a pena viu! Ta perfeito.

      Abraços
      David

      Excluir
  2. Oi, Emerson!
    Taí uma animação da infância que não me enche muito os olhos é Toy Story, mas que bom que tu curtiu
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Eu gosto, mas não é minha favorita. Foi bom porque fez parte da minha infancia, mas os personagens em si não parecem muito comigo ou eu me identifique tanto assim.

      Abraços
      David

      Excluir
  3. Oi Emerson! Eu tinha lido uma opinião sobre Toy 4 que a pessoas comentou que deveria ter encerrado no terceiro, pois este não era tão bom. Que bom que você curtiu. Eu nunca assisti nenhum deles. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida!
      Acontece. Cada pessoa tem uma reação. Eu pessoalmente achei esse legal. Me diverti, e se isso aconteceu, o desenho cumpriu seu papel. Talvez a pessoa em questão tenha ido com muita expectativa. Eu mesmo nao esperava nada demais se não algo voltado para os fãs que estavam carentes da franquia.

      Abraços
      David

      Excluir

Expresse-se