Coluna: Dorama do Mês #8!



Tinha prometido fazer essa postagem faz alguns meses, porém, toda a loucura de fim de ano na vida de um universitário fez com que as coisas se acumulassem e me deixassem sem tempo para isso. Entretanto, como não quero terminar essa década devendo nada a ninguém, consegui um tempinho para fechar esse ciclo de postagens sobre doramas desse ano, para que a gente possa começar o ciclo do ano que vem livre de qualquer pendência. Com isso, vou cumprir a minha promessa das postagens anteriores e falarei de um drama chinês lançado em 2016 e presente no catálogo da Netflix, chamado 'Love 020', para terminar o primeiro ano da coluna abordando um drama de cada país asiático com uma boa tradição nesse tipo gênero televisivo, faltando só falar sobre drama japonês. 

Queria começar agradecendo a quem acompanhou a coluna durante o ano e comentou dando apoio para que eu fizesse as postagens, pois esse gesto foi muito importante para que eu continuasse escrevendo a coluna aqui para o TGN. Queria agradecer também ao David por ter me disponibilizado esse espaço para falar sobre doramas e espero que vocês tenham gostado desse primeiro ano do “Dorama do Mês” (caso vocês continuem apoiando e dialogando comigo, pode ter certeza que continuarei fazendo postagens). 

Sem mais delongas, vamos para o cenário de 'Love 020', que se volta para o universo da tecnologia e as mudanças que ele vem trazendo para as interações humanas, possibilitando formas de relacionamentos interpessoais inimagináveis há alguns anos atrás. Dentro dessa premissa, 'Love 020' orbita entre dois mundos muito importantes para o desenvolvimento da sua narrativa, em que o primeiro mundo é ambientado na China Medieval com um leve toque de fantasia, enquanto o outro mundo é voltado para a dinâmica universitária de estudantes do departamento de Ciências da Computação.


O primeiro cenário se trata do jogo online Chinese Ghost Story, bastante conhecido entre os amantes de jogos virtuais, servindo como ponto de partida da narrativa, onde conhecemos a jovem guerreira Luwei Weiwei, usuário e estudante de ciências da computação Bei Weiwei (Zheng Shuang). No Chinese Ghost Story, Luwei Weiwei está entre os dez melhores jogadores do seu servidor, sendo a única garota a estar presente nesse ranking, além de ser uma garota bastante perspicaz e prática na resolução de missões do jogo. Por causa de uma dessas missões, Luwei Weiwei acabou se casando com Zhenshui Wuxiang, porém, o rapaz tinha outros interesses com o jogo e quando percebeu que Weiwei não corresponderia, divorciou-se dela no jogo e se casou com outra jogadora do servidor. 

Só que em meio a tal acontecimento, ocorre algo completamente inesperado por pura coincidência do destino permitindo que os caminhos de Yixiao Naihe, o jogador número 1 do servidor de Weiwei, cruzasse com o da jovem guerreira e ele a pedisse em casamento dentro do mundo de Chinese Ghost Story. Tudo parecia por acaso, porém, Yixiao Naihe é o usuário de Xiao Nai (Yang Yang), o prodigioso estudante do departamento de Ciências da Computação bastante conhecido pela sua beleza e sua aptidão para os esportes, que se aproximou de Luwei Weiwei no universo de Chinese Ghost Story, após descobrir quem era a bela estudante administradora da conta.


Oscilando entre o mundo do jogo virtual e dos acontecimentos do campus, 'Love 020' traz uma história de amor extremamente fofa e delicada, enquanto nos presenteia com coadjuvantes carismáticos e divertidos, contribuindo para que a história não ficasse voltada exclusivamente para os encontros e desencontros de Weiwei e Xiao Nai.

Diferente dos dramas comentados até o momento aqui na coluna, esse possui trinta episódios de aproximadamente quarenta e cinco minutos, seguindo a tradição chinesa relacionada à produção de dramas (diferente do formato dos dramas tailandeses e coreanos, é comum os dramas chineses possuírem mais de vinte episódios em sua duração total). Só que mesmo com a diferença de formato em relação aos dramas de outros países, os dramas chineses aparentemente possuem um pudor muito maior que os dramas coreanos/tailandeses/taiwaneses, pois em meio aos trinta episódios, os momentos de beijo e intimidade do casal principal se conta nos dedos. Os personagens secundários deixam a dinâmica do drama bem mais divertida, pois, mesmo com esse excesso de pudor em meio à narrativa da história, ocorrem romances um tanto inesperados em meio ao enredo, que fez com que eu me apegasse bastante ao drama para conseguir vê-lo até o final. (Só posso dizer uma coisa sobre esse romance inesperado para vocês: KO).

Mesmo sendo extremamente leve com uma história sem grandes momentos de impasse e tristezas, a atuação chinesa nesse drama me agradou bastante, pois mesmo percebendo a narrativa das cenas um pouco travada por causa do excesso de pudor, era possível perceber os sentimentos dos personagens por um olhar ou um gesto dos atores. Inclusive, preciso elogiar a aparência dos atores principais, pois a Zheng Shuang impressiona com a sua beleza e o Yang Yang contribuiu bastante para que eu assistisse até o final, porque o personagem Xiao Nai é um lorde (como a Weiwei o chama) e o ator Yang Yang é muito bonito (sonho com um lorde para mim). 


Dentre algumas temáticas do cenário, percebi que mesmo com toda a leveza da narrativa, era possível ver a Weiwei servindo como um ponto de quebra de estereótipos femininos, mesmo com alguns episódios reforçando alguns outros estereótipos em relação à figura feminina. Como o mundo dos jogos normalmente é dominado por homens, Weiwei funciona como uma força que quebra toda essa hegemonia masculina, enfrentando diversos homens no jogo para se provar como boa jogadora, entretanto, em muitos momentos questionam o gênero dela na vida real por não acreditarem que uma jogadora tão boa possa ser uma mulher. Cheguei a pensar que o Xiao Nai funcionaria como a força que diminui toda essa ambição da Weiwei, pois sempre acontece isso em narrativa de mulheres fortes e ele sempre é colocado em um pedestal pelo cenário, porém, o comportamento de Xiao Nai em relação a apoiar Weiwei não me decepcionou em nenhum momento. 

Sobre o todo do drama, posso dizer que foi divertido assistir ele, pois, mesmo com a grande quantidade de episódios, 'Love 020' consegue conquistar a gente com toda essa energia romântica e delicada em meio ao desenvolvimento do seu enredo. Sinto que se perde muito por causa das poucas cenas de demonstração de afeto, porém, não chega a penalizar muito para se compreender o tamanho do sentimento dos personagens durante todo o drama.


Espero que vocês se divirtam com ele como eu me divertir assistindo, espero que voltem aqui e digam o que acharam dessa indicação de dorama e novamente agradeço por toda a atenção dada para a minha coluna durante esse primeiro ano dela. Tenho esperanças de continuar tendo tempo para atualizar ela mensalmente para vocês e espero que continuem dando retorno sobre as minhas indicações e postagens aqui no Território Geek Nerd

Tenham um ótimo fim de ano! Saúde, sucesso e muitos doramas para vocês! 

PS: 'Love 020' possui um filme também disponível na Netflix! Caso queiram saber um pouco sobre o filme, comentem aqui embaixo que eu posso surgir no meio das suas férias falando sobre o filme.


22 comentários

  1. Gente, não posso viciar em dorama aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa mas esse me chamou atenção. Outro que quero muito assistir é The Untamed. Tenho uma amiga que fez uma baita propaganda pra mim
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AMIGA!
      Eu quero muito ver The Untamed, porém, eu estou nas férias da universidade que não são férias, sabe? Só que estou rezando para acabar algumas coisas para começar a assistir ele...
      Obrigado por comentar!

      Excluir
  2. Olá...
    Eu nunca assisto doramas, mas, esse aí conquistou meu coração! Fiquei mega curiosa pra assistir... Depois volto aqui pra dizer o que achei ;)
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diane!

      Vou esperar você voltar na coluna pra dizer o que achou, hein?

      Abraços!

      Excluir
  3. Oi
    eu já assisti esse dorama, acho ele um amorzinho e gosto do casal de protagonista, ele é aquele começa assistir e não consegue parar. Eu o com o filme na minha lista da netflix.
    No meu blog to enrolando para escrever sobre o dorama Just Between Lovers.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise!

      Eu adorei essa vibe mais amorzinho, porque estava tão cansado com a universidade que ver algo mais leve ajudou bastante para conseguir terminar de assistir.
      Eu vou dar uma olhada nesse dorama! Estou aproveitando as férias para colocar algumas leituras em dia, porém, logo volto para os dramas.

      Abraços!

      Excluir
  4. Oi! Eu ainda não inclui doramas nas minhas listas e é por ter receio de ficar viciada, mas tenho visto algumas dicas tão boas, que acho que em 2020 vou ter que conferir. Este aqui tem jeitinho de ser adorável. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cida!

      Pensa direitinho, amiga! Vicia, mesmo! rs

      Beijos!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  5. Oie
    Eu tenho duas amigas que amam doramas e elas querem que eu comece a assistir para conversar com elas sobre isso ,mas até agora as minhas tentativas de gostar foram agua abaixo. Eu acho que talvez eu realmente não gosto de doramas.Mas quem sabe esse muda a minha ideia. Vou guardar a dica

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Babi!

      Pode ser, também! O tipo de narrativa asiática é muito diferente da narrativa ocidental, então, talvez, você realmente não fique encantada com esse universo. Tenho amigos que não conseguem gostar de doramas, também...
      Na verdade, só uma amiga se converteu a esse mundo recentemente rs

      Abraços!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  6. Eu sempre suspiro vendo indicações de Dorama. Se eu sentar pra começar um , só levanto quando finalizar... Amei!

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. Eu assisti tanto ao dorama quanto ao filme e gostei de ambos porém achei a Weiwei do dorama muito séria e travada e por conta disso eu gostei mais da personagem no filme, já que a mesma era mais simpática. Porém o casal em ambas as adaptações são bem bonitos. Gostei dos dois por igual.

    Abraço,
    Larissa | Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larissa!

      Vou falar do filme agora nas férias! Eu gostei mais da atriz do filme, também... Pelos mesmos motivos!

      Abraços!

      Excluir
  8. Oie!
    Nossa, tenho amigas viciadas em doramas que já me indicaram essa série, mas como eu não sou uma pessoa que consegue se apegar fácil a essas histórias (mesmo amando romances), acabou que eu nem terminei o primeiro episódio, rs. Preciso insistir mais!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alessandra!

      Talvez, ele não seja o tipo de drama que lhe prende... Tenta um drama mais comédia, que talvez você curta mais, como o Strong Girl Bong-Soon (tem indicação dele aqui no blog). Ele é divertido e deixa a gente bem vidrado no que vai acontecer...

      Abraços!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  9. Olá, Glauber.
    Como viciada em The Sims, já fiquei interessada porque me lembrou muito. Isso de viver uma vida dentro do jogo é bem diferente do que tenho visto nos doramas e vou anotar para assistir.

    Feliz Ano Novo e ótimas virada.
    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!

      Tenta assistir, porque ele vai bem nessa vibe do The Sims, mesmo! O que acontece no mundo virtual e o que acontece no mundo real possui uma relação bem próxima na história.

      Abraços!
      Feliz ano novo!

      Excluir
  10. Oi Glauber, tudo bem? Achei a premissa muito boa! Fiquei curiosa porque nunca vi dorama chinês, só taiwanês!! Espero gostar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Michele!
      Estou bem e você?

      Eu também só tinha visto drama taiwanês, esse foi o primeiro drama chinês que eu dei a oportunidade e acabei gostando bastante dele. Dá uma olhada e depois me diz o que achou...

      Abraços!

      Excluir
  11. Oi, tudo bem?
    Nunca vi nenhum dorama, tenho amigas que amam e me indicaram vários, mas ainda tenho certa resistência, espero mudar, porque gosto de estar aberta a novos estilos. Espero assistir esse para conferir.
    https://blog-apaixonadaporpalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lara!

      Então, mergulhe nesse mundo quando se sentir preparada, mas vá com a mente bem aberta para lidar com as narrativas, pois tem muita coisa diferente da nossa sociedade.

      Abraços!

      Excluir

Expresse-se