Resenha #185 - A Irmã da Pérola (A Sete Irmãs Vol 4)!






Título: A Irma da Pérola
Coleção: As Sete Irmãs Vol 4
Autora: Lucinda Riley
Editora: Editora Arqueiro
Ano: 2017
Especificações: Brochura | 528 páginas
ISBN: 13: 9788580417739
 Sinopse
Em A Irmã da pérola, quarto volume da série As Sete Irmãs, duas jovens de séculos diferentes têm seus destinos cruzados numa emocionante história sobre amor, arte e superação.
Ceci D’Aplièse sempre se sentiu um peixe fora d’água. Após a morte do pai adotivo e o distanciamento de sua adorada irmã Estrela, ela de repente se percebe mais sozinha do que nunca. Depois de abandonar a faculdade, decide deixar sua vida sem sentido em Londres e desvendar o mistério por trás de suas origens. As únicas pistas que tem são uma fotografia em preto e branco e o nome de uma das primeiras exploradoras da Austrália, que viveu no país mais de um século antes.
A caminho de Sydney, Ceci faz uma parada no único local em que já se sentiu verdadeiramente em paz consigo mesma: as deslumbrantes praias de Krabi, na Tailândia. Lá, em meio aos mochileiros e aos festejos de fim de ano, conhece o misterioso Ace, um homem tão solitário quanto ela e o primeiro de muitos novos amigos que irão ajudá-la em sua jornada.
Ao chegar às escaldantes planícies australianas, algo dentro de Ceci responde à energia do local. À medida que chega mais perto de descobrir a verdade sobre seus antepassados, ela começa a perceber que afinal talvez seja possível encontrar nesse continente desconhecido aquilo que sempre procurou sem sucesso: a sensação de pertencer a algum lugar.
Filha de um pastor em Edimburgo, no início do século XX, Kitty McBride é presenteada com a chance de deixar seu ambiente opressivo e ir para a Austrália como dama de companhia da Sra. McCrombie. Em Adelaide, seu destino se entrelaça com o da família da velha aristocrata, incluindo seus dois jovens sobrinhos: o impetuoso Drummond e o ambicioso Andrew, gêmeos idênticos, porém em tudo diferentes, além de herdeiros de um próspero comércio de pérolas.
Seu bilhete para uma nova terra oferece todas as oportunidades de aventura com que ela sempre sonhou e um amor que ela jamais poderia imaginar...
Cem anos depois, Ceci D’Aplièse decide seguir o exemplo das irmãs e ir atrás de sua família biológica. Seguindo as coordenadas deixadas pelo pai adotivo antes de morrer, ela parte rumo à Austrália, e se vê refazendo os intrincados passos de Kitty à medida que procura descobrir a própria história – uma narrativa improvável que envolve uma pérola amaldiçoada e um mergulho mágico na arte aborígine.
Cortesia Editora Arqueiro 

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Narrando fatos históricos em uma escrita fluída, um tanto poética em uma trama rica de detalhes culturais de época, Lucinda Riley conta a história de Ceci, uma personagem única e inspiradora. O quarto volume da série 'As Sete Irmãs', 'A Irmã da Pérola' é asfixiantemente fofo e emocionante.

Neste quarto volume, somos apresentados Ceci D' Aplièse, uma garota que sempre se sentiu descontextualizada na cidade em que vive. Tendo que lidar com a morte do pai adotivo e o afastamento com sua irmã adorada, ela encara a vida de maneira passageira. Mas uma busca inesperada por suas origens pode levá-la a conhecer mais sobre seus antepassados. E nessa jornada que seus passos são guiados igualmente a sua ancestral, Kitty, uma cede de conhecimento cresce, fazendo-a desvendar mistérios sobre si mesmo e sobre sua família biológica.

Esse livro foi na realidade um grande mistério de época e isso foi maravilhoso. Toda a construção do ambiente pela autora, quanto suas personagens. são inspiradoras e muito conceituais, fazendo o leitor imaginar-se tanto no momento presente narrado por Ceci, quanto no passado vivido por Kitty. A aventura dessa jovem protagonista nos leva por caminhos desconhecimentos e envolventes em uma trama onde, diferentemente de muitos outros romances de época, não elenca um casal como alvo principal. Lucinda Riley se preocupa muito mais na construção familiar e pessoal de seus personagens e particularmente eu adoro isso. Todo o jogo de palavras e de narrativa, alterando de uma narrativa mais coloquial para algo mais atual tornam a leitura um misto de duas épocas que ficam evidenciadas desde o primeiro momento e mesmo assim conseguem ser tão próximas sem causar qualquer estranheza. A autora trabalha muito bem ambos os períodos de tempo.

Ceci, por sua vez, é uma personagem forte, destemida e inspiradora, e embora seus dramas as vezes pareçam chatos, fazem total sentindo quando contextualizado com a realidade da personagem e toda a perdição em que ela se encontra. E não paramos por aqui, a parte história narrada por Kitty é ainda mais interessante. A personagem tem todo um gingado girl power de época, quebrando paradigmas e inovando a leitura com suas visões únicas e ações diferentes dos demais que lhe cercam. Esses flashbacks são os melhores elementos dentro dos livros de Riley, trazendo muitas informações interessantes sobre o período ou narrando detalhes de lugares que você aprecia e se magnifica apenas só imaginando.

'A Irmã da Pérola' é um livro forte, leve e reflexivo, que fala com belas palavras sobre força de vontade, família e construção pessoal, contando ainda com descrições preciosas de diversos países e culturas em um misto delicioso de informação e diversão.


Lucinda Riley nasceu na Irlanda e durante sua infância viajou ao exterior, especialmente para o Extremo Oriente, para visitar seu pai. Mudando-se para Londres, tornou-se atriz e trabalhou em teatro, cinema e televisão. Aos 24 anos, escreveu seu primeiro romance, baseado em suas experiências com dramaturgia. Em seguida, escreveu sete romances com o pseudônimo "Lucinda Edmonds", que foram traduzidos para 14 idiomas. A autora atualmente vive entre Estados Unidos e França, com o marido e quatro filhos.



Nenhum comentário

Postar um comentário

Expresse-se