Resenha #199- Serafina e a Capa Preta (Serafina Vol 1)!





Título: Serafina e a Capa Preta
Coleção: Serafina Vol 1
Autor: Robert Beatty
Editora: Valentina
Ano: 2018
Especificações: Brochura | 240 páginas
ISBN: 
13: 9788558890588
 Sinopse
Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.
Cortesia Grupo Editorial Valentina // Site e Facebook da Editora 

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Serafina é uma menina de 12 anos que mora com seu pai no porão de uma mansão chamada Biltimor, onde seu pai trabalha como selador (consertando o gerador). Eles moram lá em segredo há muito tempo e Serafina nunca foi vista por outra pessoa além de seu pai, mesmo vendo todos que transitam por ali. Suas diferenças físicas (como os olhos grandes e dourados e os quatro dedos em cada pé) criam tantas perguntas sem resposta.

Só porque alguma coisa é diferente, não quer dizer que você simplesmente tenha o direito de jogar fora." (pág. 49) 

Crianças começam a sumir em Biltimor e Serafina se depara com um imenso mistério a frente. Em uma noite de passeio na mansão ela encontra-se com uma pessoa vestida em uma capa preta, agarrando uma menina, que lutava pela própria vida. Isso a marca totalmente. Agora, só Serafina é capaz de solucionar esse mistério e talvez consegui algumas respostas sobre si mesma em sua busca por esclarecimento.

Existe muitos mistérios no mundo, tanto escuros quanto claros." (pág. 230)

A protagonista é sem sombra de dúvidas o ponto chave dessa leitura. E com certeza o aspecto que mais gostei. Mesmo morando no porão e tendo como companhia apenas seu pai, Serafina é uma menina muito inteligente. Sabe ler, escrever e conhece muita coisa sobre o mundo, mesmo não saindo da mansão. Achei isso muito interessante. Ela não é uma menina "matuta" ou boba, o clichê mais previsível que poderia ocorre já que ela não tem contato com outras pessoas. É destemida, informada e muitas vezes para mim, pareceu mais madura do que sua ideia mostra ser, tanto que nem parece tanto uma pré-adolescente narrando.

Estava maravilhada com essa sala, que reunia entre suas paredes os pensamentos e as vozes de milhares de escritores, pessoas que tenham vivido em diferentes países e diferentes épocas, pessoas que haviam contado histórias do coração e da mente.

A historia é envolvente e nos prende de uma forma mágica, pois queremos saber, "o que Serafina é?", "Quem é a pessoa por baixo da capa?" "O que habita na floresta tão comentada por seu pai?" A série e perguntas criada pelo autor levam o leitor a um êxtase de curiosidade, enquanto as peças vão se encaixando ao decorrer da trama.

Seu enredo não só é leve a ponto de pode ser lida por/para crianças, adolescentes e adultos, como autor também usa uma linguagem simples, mas que nos deixa maravilhados. Eu pelo menos me encantei. Um história linda de uma menina com um grande coração, que mesmo não tendo acesso as pessoas, deseja a felicidade todos. Serafina é encantadora, fofa, meiga. Foi impossível não se apaixonar por cada momento que passei ao seu lado. Até o mistério parece banal. Esse livro funcionária perfeitamente bem mesmo sem toda a fantasia e sobrenatural que permeia suas páginas.

O desenvolvimento dos outros personagens dentro da trama também é convivente. O autor consegue casar muito bem toda a relação da protagonista com todos ao seu redor e o final deixa um gostinho de conforto e saudade.

Não poderia deixar de parabenizar a Valentina por te escolhido uma linda capa que nos mostra muito sobre a história, deixando claro que já estou ansiosa pelo segundo livro e os novos segredos que vou precisar desvendar e me surpreender. Por isso, não poderia classificar com menos do que cinco estrelas. Este é um livro que fala sobre amor ao próximo, sagacidade, família, de manira empolgante, tocante e gentil, visto pelo ponto de vista de uma protagonista menina mulher madura e decidida em suas decisões. Não precisá-se de amores avassaladores ou personagens quebradas para se contar uma boa história. Só de uma garota perspicaz e determinada.


ROBERT BEATTY mora nas montanhas de Asheville, na Carolina do Norte, com a mulher e as três filhas. Atualmente, ele se dedica em tempo integral ao ofício de escrever, mas, em vidas passadas, foi um dos pioneiros da computação em nuvem, fundador/CEO da Plex Systems e CTO e presidente da revista Narrative.

2 comentários

  1. Oi Elizane, tudo bem? Faz tempo que estou de olho nesse livro. Eu gostei do enredo e achei a capa linda. Gosto de livros do gênero e acho que ficarei encantada com a protagonista também!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Olá, Elizane.
    Eu amei essa capa e amo livros nesse estilo. Lembou muito uma série que li quando era criança e que agora me fugiu o nome. Só lembro que era o nome da protagonista e o resto do título. E eram vários com a mesma garota como protagonista. Se der eu vou ler ele com certeza.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Expresse-se