Cinema #64 - Mentes Sombrias!





Título: Mentes Sombrias
Gênero: Ficção Científica
Direção: Jennifer Yuh Nelson
Elenco: Allie McCulloch, Amandla Stenberg, Ashley Windham, Audrey Hope, Bradley Whitford, Catherine Dyer, Drew Scheid, Golden Brooks, Gwendoline Christie, Harris Dickinson, Kaleigh Rivera, Lexston Bearss, Lidya Jewett, Mandy Moore, Mark O'Brien, Miya Cech, Patrick Gibson, Peyton Wich, Sammi Rotibi, Skylan Brooks, Wallace Langham Sabrina Carpenter, Susan Santiago
Roteiro: Alexandra Bracken, Chad Hodge
Produção: Dan Levine, Shawn Levy
Duração: 105 min.
Estúdio21 Laps Entertainment
 Sinopse: Sobreviventes desenvolvem poderes sobrenaturais durante uma pandemia que extermina a maioria das crianças e adolescentes da América. Eles são retirados pelo governo de suas famílias e levados para campos de custódia.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Promissor, mas se deixa falhar ao se perder em tanto romance. 'Mentes Sombrias' é uma franquia distópica que teria se dado muito bem quando outros filmes de mesmo gênero estavam em alta. Hoje em dia, infelizmente, o roteiro é inconstante e não cativa tanto.

Ruby (Amandla Stenberg) vive em um mundo tomado pelo caos. Após uma epidemia inesperada, as crianças do mundo todo que sobreviveram, começaram a desenvolver habilidades sobrehumanas. Desde então o governo criou campos de concentração para rotulá-las em cores e vigiá-las. Entre as mais perigosas estão as vermelhas e laranjas, mortas no instante em que são identificadas. Ruby é uma laranja. E ninguém sabe. E se quiser continuar viva, terá que viver uma mentira enquanto decide em quem realmente pode confiar.

Como se fosse uma fusão entre 'Jogos Vorazes' e 'X-Men', 'Mentes Sombrias' é uma promissora história com altas expectativas para críticas sociais bem pontuadas e cenas de ação eletrizante. Infelizmente, o roteiro de Alexandra Bracken e Chad Hodge peca miseravelmente ao investir em clichês toscos e românticos, criando triângulos e dramas adolescentes sem profundidade. Inspirada na obra de mesmo nome, aparentemente a ideia dos estúdios 21 Laps Entertainment com certeza era uma franquia, já que o livro é o primeiro de uma trilogia. Mas para um começo, esse filme é bem morno. Não explora bem a relação de seus personagens, não explica bem seus elementos e não apresenta uma maior concretude de fatos. Tudo é muito rápido e atropelado, de maneira que nenhum astro em particular convence muito bem, assim como suas interpretações.


Estrelado pela queridinha do momento, Amandla Stenberg não tem um bom desempenho, seja pelo roteiro ou fatores pessoais, sua interpretação não me convence. As cenas de drama que envolvem sua personagem parecem tão superficiais. Seu relacionamento com o personagem de Harris Dickinson (Liam) é sem sal, forçado, e tirando algumas cenas onde a trilha sonora constrói uma intensidade maior entre eles, boa parte parece uma comédia romântica mal desenvolvida. E ambos não parecem confortáveis a ponto de me fazerem mergulhar na história.

O mesmo devo dizer dos vilões. Patrick Gibson (Clancy) é bizarro de uma maneira perturbadoramente errado. O roteiro não se preocupa em explicar suas motivações, ou pelo menos criar um impacto quando sua revelação acontece. Desde o primeiro instante, o telespectador obviamente já percebe às segundas intenções do personagem para com a protagonista. E eu devo dizer que são nojentas. Inclusive, esse filme tem diversos pontos que me desagradam quando se refere especificamente a figura feminina e quão sexualizada ela é. Parece que Ruby tem mais relevância como par romântico do que como heroína e defensora dos oprimidos.


Dessa maneira, ninguém em especial se sobressai a ponto de me agradar. Tudo passou tão superficial que não consegui me cativar por personagem algum. Mas devo salientar que o elenco diverso parece promissor. Só a produção que não soube bem como trabalhar tais relações.

A fotografia e a trilha sonora são pontos altos, e os efeitos, razoáveis, embora já tenha visto melhores. A trama em si, boa, e deveria ter explorado mais o lado fictício e super humano. Durante quase duas horas de filme, não vemos um combate realmente instigante. E eu confesso, fiquei decepcionado. O trailer parecia tão bom. E não foi isso que encontrei.


Em resumo, vi esperando um novo 'Maze Runner' e acabei encontrando a versão sem vampiros de 'Crepúsculo'. Com pontas soltas que puxariam um segundo volume, 'Mentes Sombrias' tem um começo bem complicado e não me motiva a ponto de querer mais.


18 comentários

  1. Olá, David.
    Eu fiquei bastante curiosa com o livro quando lançou. Já nem tanto com o filme porque as opiniões que vi sobre ele são bem parecidas com a sua. É uma pena porque a história tinha tudo para ser um sucesso.
    Feliz Ano Novo!

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      Nem vou mentir que fiquei animado com o livro, mas ai, vi o filme e agora nem sei mais. Talvez se a Intrinseca lançar tudo, o que eu acho dificil, talvez eu de uma chance. Se nao.

      Abraços
      David
      http://territoriogeeknerd.blogspot.com

      Excluir
  2. Oi, David! Tudo bom?
    Não consegui assistir essa adaptação ainda, mas que dor no coração ter sido tão fraquinha D:
    Acho que eles perderam DEMAIS o timing de distopia, enrolando tanto pra lançar. Pegaram uma época em que ninguém se importa mais com o gênero nos cinemas - vide o flop. O que é uma porque O POTENCIAL.
    Ainda pretendo assistir, mas vou com as expectativas mais baixas.
    Feliz ano novo, aliás! :D

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nizz!
      Perderam mesmo. Talvez se fosse na epoca do boom, tivesse hypado geral, mas o roteiro nao ajuda. E muito mais romance do que distopia. Foi isso que cansou.

      Abraços
      David

      Excluir
  3. Oi David,
    Nossa, hoje mesmo assisti um vídeo de uma amiga que elegeu os piores filmes do ano e acabou citado esse, com opinião bem parecida com sua.
    Acho que esse filme foi lançado num momento errado, todo esse hype já baixou né?
    Uma pena que algumas coisas sejam mal trabalhadas, superficiais. Tadinha da Amandla.

    Feliz 2019, que seja um ano repleto de realizações!
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana!
      Sim, deu ruim pra Amandla. Ela e otima, mas aqui, nao rolou.

      Abraços
      David

      Excluir
  4. Oie!
    Caramba, eu não vi esse filme ainda, mas pelo trailer parecia ser muito legal. Uma pena que foi uma decepção, acho que os atores são tao bons, mas as às vezes dependendo do tema do filme eles acabam não dando conta. Agora me desanimei, acho que irei passar esse então haha
    Feliz 2019!
    our-constellations.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      Feliz ano novo moça!
      Pois e, decepcionou um bocado. O trailer me entregou algo que nao foi. Fiquei bem triste. Mas da uma chance. Possa ser que com voce role.

      Abraços
      David

      Excluir
  5. Eu achei que o filme tinha tudo para ser espetacular. Uma pena ter decepcionado em alguns quesitos..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi
    eu também achei um filme fraco, porque não foi nada que eu esperava, fora que confesso que fiquei meio perdida e o vilão foi meio fraco, mas pelo menos me distrai assistindo ele.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise!
      Sim, ele serve como distração, maa de fato, os personagens, todos, sao rasos demais. As motivações do vilao Jesus me ajude. Esperava coisa melhor

      Abraços
      David

      Excluir
  7. Olá, David!

    Foi a partir do trailer do filme que tive conhecimento do livro. Ainda não li mas estou bem ansiosa para ler. Tinhas altas expectativas quanto a filme eram razoáveis, o que mais me interessou foi os poderes, se isso não é bem trabalhado diminui muito minha vontade de assistir o filme.

    Obrigada pela resenha.

    Feliz ano novo! 😁

    Abraços.

    R.W.

    newsfallenbooks.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi!
      O trailer foi o que mais gostei tambem, mas como eu disse, nao entrega o que promete. Eu fiquei esperando um novo filme bom de distopia e recebi um romance mal estruturado. Recomendo que ainda veja, pode ser que com voce funcione. Comigo nao deu.

      Abraços
      David

      Excluir
  8. Oi David! Esse foi um filme que caiu do esquecimento. Eu tenho o livro e quando vi que ia sair a adaptação falei que ia assistir e quando saiu foi algo tão sem muito falatório que esqueci. Lembrei agora vendo sua postagem, mas pela crítica não me animei. Um feliz 2019 para você!!!
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida!
      Feliz 2019 pra vc tambem flor.
      Pois e. Ele acabou ficando bem apagado. Eu so vim lembrar meses depois. Uma pena. A trama parecia promissora e o trailer bom.

      Abraços
      David

      Excluir
  9. Oi, David!
    Admiro sua coragem de assistir essa bomba, porque eu mesma dispenso hahahhaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      KKKKKKK Eu pensei que fosse amor. Mas era cilada KKKK.

      Abraços
      David

      Excluir

Expresse-se