Resenha #235 - Não Olhe! (Não Pare! Vol 2)!



Título: Não Olhe!
Coleção: Não Pare! Vol 2
Autora: FML PEPPER
Editora: Editora Valentina
Ano: 2015
Especificações: Brochura | 352 páginas
ISBN: 13: 9788565859691
 Sinopse
Zyrk pode estar com as horas contadas: a híbrida acabou de cruzar o portal e o frágil equilíbrio entre os quatro clãs encontra-se definitivamente ameaçado. Há milênios forças ocultas espreitam, aguardando apenas o momento de emergir das sombras e mostrar seu poder.
Fugir e sobreviver. Aceitar e lutar. Há muitos caminhos, mas qual deles seguir se a Morte possui várias faces?
Nina acorda entre a vida e a morte na terceira dimensão, levada para a sombria Thron. Richard, o nada confiável resgatador de apaixonantes olhos azul-turquesa, luta contra sua própria natureza. Cruel e sanguinário, Rick está confuso e cada vez mais cercado por seus inimigos.
Mesmo o melhor dos guerreiros, o mais temido e destemido, está protegido da força de um grande amor?
Ele e a híbrida viajarão por toda Zyrk, e ela irá se deparar com um universo fantástico, um mundo violento, o plano da Morte. Lutando para se libertar de seus medos e determinada a encontrar seu caminho e sua identidade, Nina embarcará em uma jornada de descobertas arrasadoras, um percurso sem volta.
Mas a garota das pupilas verticais descobrirá que as vontades do coração podem ser mais traiçoeiras que lendas ou maldições.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


ESSE RESENHA CONTÉM SPOLERS DO VOLUME ANTERIOR

Começamos o segundo volume da série com Nina na segunda dimensão (como já era esperado, depois do final de 'Não Pare!'). Chegando aZirk, nos deparamos com um lugar mágico, diferente de tudo já visto em outros livros (a autora esta de parabéns). Pepper já arrecada alguns pontos comigo pela originalidade. As descrições dos lugares são maravilhosas, e eu consegui visualizá-los com facilidade. 'Não Olhe!', dessa forma, já me prometeu um volume cheio de ação e descobertas. Para os fãs de fantasia urbana, essa é uma pedida certeira, apresentando uma mitologia diferente e muito envolvente.

Nina teve sua vida virada de cabeça para baixo após fazer descobertas bombásticas sobre quem realmente é. Envolvida com o perigoso e misterioso Richard, ambos embarcam em uma aventura perigosa pela terceira dimensão, um lugar diferente de tudo que ela já viu. Mas sua estadia lá pode estar com os dias contados. Forças poderosas e antigas se movimentam para emergir, enquanto ela luta destemidamente em busca de respostas. Mas apaixonar-se pela Morte, pode ser um jogo perigoso.

O meu principal problema nessa leitura é a personagem. Nina é complicada de lidar. Posso descrevê-la como chata, teimosa, medrosa, entre outras coisas, mas principalmente CHATA. Dificilmente não me identifico com alguma protagonista, mas nesse caso, tenho dificuldades. Além de desnecessária, boa parte da trama ela segue fazendo dramas dos quais não me solidarizo. E sendo o livro narrado sob sua visão, fica complicado não senti certa dificuldade em determinados momentos. 

O comum é descartável. O extraordinário, imortal.” 

Comecei essa leitura esperando respostas para os mistérios do primeiro. Infelizmente, tudo que temos são mais perguntas. E isso não é um elogio. Eu acabei criando determinadas expectativas para no ter uma maioria não suprida. O romance entre Nina e Richard beira o caos. Apesar de notarmos o sentimento entre eles cada vez maior, estando mais difícil de manterem-se afastados,  fica evidente que esse relacionamento é uma furada. Richard é um troglodita, mesmo eu estando ciente que ele não pode sentir, ainda tive raiva dele em muitos momentos. Algumas situações vividas pela principal me deixaram horrorizada. Além de nada cativantes, as interações são fora do normal. Eu pessoalmente não consigo sentir apatia pelo casal. O que mais me incomoda é a submissão da protagonista, e o quão fraca ela é. Nina nem tenta mostra-ser mais determinada. Em boa parte do tempo está totalmente dedicada em chatear o leitor com reclamações infundadas e irritantes. A autora poderia ter investido mais em uma personagem mais forte (porque essa pelo amor... é só a graça). 

Apesar dos pesares, como disse, a trama é interessante e possui uma narrativa terá muito boa que nos prende em muitos momentos. Meu único problema são os personagens principais, em questão. Os melhores momentos da história são justamente quando John aparece. Esse personagem literalmente me ganhou e salvou o livro. Sua atração pela mocinha me fez torcer pelo casal, embora soubesse que dificilmente daria certo. Mas o interessante, é que o final, deixa um gancho gigante para o próximo, deixando-me desejosa por curiosidade. É inegável que Pepper é ótima para criar reviravoltas e tensão aos finais de seus capítulos e é isso que me faz continuar presa em seu mundo, ansiosa para ler o terceiro volume (e último).

'Não Olhe!' é uma boa sequência, de toda forma, deixando a desejar mais especificamente em seus personagens e não no enrendo em si. Vou classificá-lo com 4 estrelas, pois mesmo os personagens Richard e Nina serem um saco, as demais coisas valem a pena. Sigo na trilogia muito mais pela ideia do que por seus protagonistas.


"Você já dormiu demais. Está na hora de começar a sonhar."
Ser apaixonada por leitura não ia de encontro à minha origem. Vinda de uma família humilde, eu não tive acesso a livros de ficção no decorrer de minha infância. Eles eram caros e meus pais esforçavam-se por comprar os estritamente necessários (e chatos!), tais como: matemática, física, química, etc.
Tive que deixar minha paixão pela leitura de lado e começar a trabalhar desde cedo. O tempo se esvaía, como água entre os dedos, e não me sobravam minutos para os sonhos. Nunca. Minha vida foi tomando outros rumos e acabei me formando em Odontologia (que, por sinal, aprendi a amar também). Porém, a mesma vida que me fez mudar de direção, deu uma guinada em sua trajetória e me colocou face a face com meu antigo e fulminante amor: Os Livros de Ficção, mais especificamente, os livros infanto-juvenis. Wokaholic assumida, vi meu mundo ficar de cabeça para baixo quando meu médico me disse que estava grávida, mas que era uma gravidez de risco e que teria que ficar de repouso durante os nove meses, caso realmente quisesse segurar o bebê em meus braços.
De início, achei o máximo ficar algumas semanas sem fazer nada, só comendo besteiras e vendo todos os programas da televisão ( que nuca tive a oportunidade de assistir!). Mas, os dias foram passando e, com eles, a minha paciência. Após um mês deitada, comecei a ficar nervosa e estava a um passo da depressão quando meu marido (e nas horas vagas, meu super herói) entrou em ação. Vou me recordar até os últimos dias de minha vida quando ele chegou em casa carregando um presente envolto num lindo embrulho e disse com um sorriso travesso nos lábios: "Você já dormiu demais. Está na hora de começar a sonhar." Abri o pacote e lá estava o meu grande amor piscando para mim: um livro de ficção e não de odontologia. E era infanto –juvenil! Bom, dali em diante, devorei quantidades absurdas deles. Não sei se vale a pena dizer, mas eu li quase 100 livros em menos de um ano. Loucura, não? Mas é a pura verdade. O resto são detalhes. E aqui estou eu...


 

22 comentários

  1. Oiii Elizane

    Que pena que a trama peca em seus personagens, mas o enredo parece mesmo ser bem bacana, quero conhecer a escrita dessa autora e acho que vai ser por essa trilogia já que o outro livro dela Treze não me chama nadinha a atenção. Adoroooo essa capa, ficou bem mais linda do que a antiga.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá...

      A escrita dela é muito boa, Vc não vai se arrepender.

      Bjss

      Excluir
  2. Oi! Que pena a protagonista ser uma moça tão sem personalidade. Por mais que a trama seja interessante, é legal gostar dos personagens. Eu ainda não li a trilogia, mas tenho curiosidade sobre a história. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá...

      A historia é muito boa e a escrita da autora tbm.

      Bjs

      Excluir
  3. Oie!
    Ja tive muita vontade de ler essa série, mas passou. Não sei, sabe quando você perde o interesse? Pois é :/ Uma pena que os personagens deixaram a desejar, acho que eu me irritaria tanto com eles que acabaria abandonando haha ótima resenha!
    Abraços

    http://our-constellations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada...

      O que me mantem na leitura é a histoeia, passo a leitura toda xingando os personagens.

      XXXX

      Excluir
  4. Nunca li nada da autora, apesar de o último livro dela me chamar muito a atenção. Essa série acho interessante mas nunca cheguei a querer ler. Que bom que sua experiência foi boa com esse segundo livro..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Elizane!
    Li o primeiro livro muuuuito tempo atrás e até queria retomar a trilogia, mas acho que hoje em dia eu não teria muita paciência, ainda mais que nesse ela só coloca mais perguntas.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Oi Elizane!
    Eu só li o primeiro da trilogia e já nele a Nina e o relacionamento dela com o Richard me incomodaram MUITO, então decidi não continuar a jornada. Mas a mitologia da Pepper é realmente interessante!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Elizane.
    Essa trilogia foi uma que na época que li acabei gostando bastante, mas que se fosse ler hoje, eu acho que ia odiar os personagens hehe. Tanto que nem quis ler esse que ela lançou esses dias.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi, Eliziane

    Como não tenho interesse em ler a trilogia eu li a resenha. Fiquei surpresa de ver esse lance de dimensão aí, não me recordo de ter lido isso em nenhuma resenha. Também fiquei surpresa com a sua ressalva sobre a personagem ser chata, foi a primeira que li.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá...

      Ela é muito chata, indecisa e sem vontade própria, mas a história é boa...

      Bjs..

      Excluir
  9. Oi, Eli!

    Na época que eu li, eu amei a trilogia, foi uma leitura bem frenética e que me agradou bastante, mas admito que não sei se eu lesse hoje, teria a mesma experiência com a obra. A falta de respostas realmente incomoda, e a relação deles, com a minha cabeça de hoje, não sei dizer se é muito bonita.. Gostei da resenha e da sinceridade!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá...

      O racionamento deles é complicado e essa falta de respostas me mata...


      Bjss

      Excluir
  10. Oi Eli, tudo bem? Eu acho bem difícil quando a gente não se identifica com a protagonista, eu super te entendo. Mas apesar das ressalvas eu tenho bastante curiosidade com a escrita da autora!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá tudo ótimo...

      A escrita da autora é ótima, apenas não gostei da falta de empoderamento da personagem, ela é muito submissa ao rapaz.

      Bjos..

      Excluir
  11. Oi
    legal que gostou da leitura do segundo, confesso que li o primeiro e não quis prosseguir, os protagonistas não me agradaram muito.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá...

      Os protagonistas são um saco, mas a história me prendeu de uma forma que estou tentando levar.

      Bjs...

      Excluir
  12. Oi, Elizane! Tudo bom?
    Em relação a essa trilogia, se o Richard não existisse eu teria curtido MUITO mais a leitura. Infelizmente ele é um embuste abusivo e pegou muito no meu calo.
    O universo da autora é realmente fascinante!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir


  13. The Love of Beauty is a woman's nature, three-point looks and seven-point dress.
    Here are women's clubs,Diamond Jewelry,Brand Handbags , fashion Dresses, sexy swimsuits you like, you want to choose.

    ResponderExcluir

Expresse-se