Resenha #251 - A Poção Secreta (Diário de uma Garota Alquimista Vol 1)!






Título: A Poção Secreta
ColeçãoDiário de uma Garota Alquimista
AutoraAmy Alward
Editora: Jangada
Ano2017
Especificações: Brochura | 368 páginas
ISBN13: 9788555390821
 Sinopse
A Princesa do Reino de Nova toma acidentalmente uma poção do amor, e se apaixona por si mesma! Para encontrar o antídoto que possa curá-la, o rei mobiliza todos numa expedição chamada Caçada Selvagem. Competidores do mundo todo saem em busca dos mais raros ingredientes em florestas mágicas e montanhas geladas, enfrentando perigos e encarando a morte para encontrar a fórmula da poção secreta. Dentre eles, está Samantha, uma garota comum que herdou dos seus ancestrais alquimistas o talento para preparar poções. Esta pode ser a oportunidade para reerguer a decadente loja de poções da família, afinal o mundo todo estará acompanhando a Caçada nas mídias sociais. Será que ela conseguirá descobrir a cura e salvar a Princesa?


************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************



O hype não foi real. Depois de tantas resenhas positivas, 'A Poção Secreta', primeiro volume da série 'Diário de Uma Garota Alquimista', entra para a lista de maiores decepções. Com uma trama oscilante e elementos que não me cativaram, definitivamente vivi o dilema de ir com muita sede ao pote.


Sam e a a neta de uma famosa família de alquimistas, os Kemi, tendo herdado o dom para criar poções. Mas a vida de fama e glória já se passou há muito tempo. Agora, sua loja esquecida tornou-se uma herança infundada. E embora ame os ensinamentos de seu avô, tudo que ela sempre quis foi reviver os dias de renome de sua genética.

Eis que no 18° aniversário da princesa, ela acaba sendo envenenada por uma mistura perigosa. Para salvá-la, os alquimistas do reino são convocados para participar da esquecida Caçada Selvagem, uma jornada perigosa que visava localizar ingredientes para elaborar poções poderosas. Sam terá a oportunidade de provar suas habilidades, mas conquistar a vitória não será fácil. Perigos lhe esperam pelo caminho.

Narrado em primeira pessoa, a obra vem dividida em capítulos que, ora centram em Sam e, ora centram na princesa, Evelyn. Nesse aspecto, Amy Alward fez muito bem. Ela constrói no início uma boa base para prender o leitor na trama e garantir que você fique ansioso pelas reviravoltas. Ambientando seu universo em algo meio medieval/hytec, em diversos momentos o fator de misturar elementos altamente tecnológicos com algo mais excêntrico, me remeteu a série 'As Crônicas Lunares'. Até mesmo a forma de narrar, com bastante diálogos e cenas mais suavizadas. Infelizmente, esse fator de não investir no tom mais realístico causa meu primeiro estranhamento com o livro. Apesar da personagem já se mostrar mais velha, longe da adolescência, suas atitudes me lembram muito uma criança. Os dramas que a autora resolve abordar não casam bem com a ideia que eu tinha da protagonista em minha cabeça, destoando totalmente de um capítulo para o outro.

Como se não bastasse, ainda fui apresentado a um enredo que apela para o apego do casal romântico e o instalove mal desenvolvido. De uma parte para a outra, Sam já está completamente apaixonada pelo mocinho. Bastam-se apenas alguns parágrafos. Eu não consegui me cativar pelo rapaz e menos ainda pelo casal. Não sentia química e em vista tudo o mais dentro da trama, esse romance é totalmente desnecessário. Principalmente como elemento principal. Já seria bem ruim como secundário, lamento dizer.

O começo da obra é muito bom, como mencionei, mas da metade para o final, a leitura decaiu, tendo picos onde acontecia muito coisa de uma só vez, e outros onde nada acontecia. Eram tantos elementos novos, desde criaturas fantásticas à novos personagens, que eu não conseguia aceitar as explicações de sua chegada. O excesso de coisas, nesse caso, é um problema. O mundo é amplo demais, então, existem elementos fantasiosos que para mim, não cabiam nesse contexto.

Os personagens secundários também não me agradaram. Eles sempre pareciam ter só uma utilidade: ser amigo ou inimigo. E isso se aplica inclusive a vilã, sem carisma, sem motivação plausível, só a clássica desculpa do "eu quero controlar o mundo". Inclusive, os embates entre ela e a protagonista, beiram o ridículo. Nem chegam a ser um embate se é que posso dizer.

Enfim, evidentemente foi uma péssima experiência. Talvez eu tenha me animado com o livro errado. Na minha opinião se foco fosse apenas em um mundo com pessoas que criam poções, já seria mais que suficiente para uma trama interessante e talvez eu tivesse curtido mais. Contudo, a soma de elementos, os personagens rasos e as repetições incansáveis da protagonista de que "seus olhos se encheram de lágrimas", tornaram a leitura de 'A Poção Secreta' totalmente mediana e facilmente esquecível.


Amy Alward é uma autora inglesa Secreta que descobriu seu talento para escrever quando era diretora editorial de uma grande editora de livros infantis. Em 2013, foi apontada pela revista Bookseller como uma estrela em ascensão na cena literária. Seu romance de estreia, intitulado The Oathbreaker's Shadow, foi indicado em 2014 para o Prêmio Branford Boase na categoria melhor livro de estreia de literatura jovem do Reino Unido.



4 comentários

  1. Oiii David

    E eu que achava que ess ahistória seria fofissima, tb li muitas resenhas positivas. Nunca dei uma oportunidade ao livro justamente porque tinha receio de ser infantil demais pra mim e me cansasse, pelo visto em aprte acertei já que a protagonista é imatura. Não sei se leria, no momento acho que tem livros do mesmo gênero que pintam mais e sei que vão me agradar

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice!
      Eu imaginei que fosse infantil, mas nem tanto. Fiquei bastante decepcionado porque tinha visto tanta resenha positiva. Achei bobo demais. Nem vou continuar não :(

      Abraços
      David

      Excluir
  2. Oi David!! Eu não li a série ainda, mas tenho uma amiga que teve uma visão completamente diferente da sua e adorou o livro, a série toda, na verdade rs. Acontece, né? Uma pena que não foi uma boa leitura pra vc!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Foi rapaz, a Ari me contou. Infelizmente comigo não rolou. Achei bem boba :( Mas acontece de fato!

      Abraços
      David

      Excluir

Expresse-se