Resenha #254 - O Rei Corvo (A Saga dos Corvos Vol 4)!





Título: O Rei Corvo
Coleção: A Saga dos Corvos Vol 4
Autora: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Ano: 2016
Especificações: Brochura | 378 páginas
ISBN: 13: 9788576865506
 Sinopse
O aguardado volume final da Saga dos Corvos, uma conclusão espetacular à história mítica e sombria criada por Maggie Stiefvater. Nada que está vivo é seguro. Nada que está morto é confiável. Há anos Gansey iniciou uma jornada para encontrar um rei perdido. Um a um, ele atraiu seus amigos para essa missão: Ronan, que rouba coisas de sonhos; Adam, cuja vida já não é sua; Noah, cuja vida não é mais vida; e Blue, que ama Gansey... e tem certeza de que está destinada a matá-lo. O fim já começou. Sonhos e pesadelos estão convergindo. Amor e perda são coisas inseparáveis. E a busca pelo rei se recusa a ser fixada em um caminho. A busca pelo rei adormecido vai chegar ao fim em Henrietta — mas não sem perdas, desejos, revelações e uma verdade brutal. Com O rei Corvo, Stiefvater conclui uma verdadeira obra-prima.

************************************************************
AVALIAÇÃO PESSOAL
************************************************************


Mais uma grande saga encerrada com esplendor. 'O Rei Corvo' mantém a qualidade dos livros anteriores, fecha todos os arcos necessários e torna-se um final justo para personagens tão marcantes e bem desenvolvidos. Maggie Stiefvater é quase um mago da escrita, mantendo o leitor surpreso e angustiado até os últimos momentos desse romance.


Chegou a hora da busca final. Com o perigo rondando Henrietta, Gansey e seu grupo de amigos precisarão correr contra o tempo para despertar seu rei adormecido. Só Glendower pode salvar todos da iminente destruição causada por um demônio solto na cidade que aos poucos planeja destruir tudo o que Ronan conseguiu sonhar. Mas deter essa ameaça terá um custo alto.

Depois de um terceiro volume angustiante onde a autora estabeleceu a ligação mais aprofundada entre os personagens, 'O Rei Corvo' é uma leitura deslumbrante que mantém o ritmo agitado do começo ao fim. Narrado em terceira pessoa, assim como os livros anteriores, tem como foco narrativo principal, Gansey, de modo que seu arco acaba criando uma convergência onde todos os outros se encontram. Stiefvater é genial. O aprofundamento dado aos seus personagens beira o real e embora o leitor esteja ciente que está lendo uma fantasia urbana (muito bem desenvolvida por sinal, e extremamente original), fica claro desde o primeiro livro que essa saga fala muito mais sobre seus personagens em si do que especificamente da trama. O contexto sobrenatural é apenas um acréscimo para fazer o enredo andar. E autora consegue com maestria dar um bom encaminhamento. Sua grandeza na criação de personagens é tão evidente, que facilmente ela insere novos, e ainda mais facilmente você se cativa por eles, e torce por todos.

Recheado de metáforas e contradições, nada parece ser o que realmente é, e esse último volume comprova isso com muita significância. A autora trabalha diversos aspectos da obra sobre o seguinte pesamento: "e se?". Tal ideia, leva o leitor a se chocar todo instante com as revelações que são feitas em cima dos mistérios ainda não solucionados.

A química entre o grupo está mais do que notável. Depois de tão bem separados em seus núcleos nos livros anteriores, nesse, a junção torna as cenas em conjunto, o ápice da leitura. Elas são divertidas, triste, emocionantes e as que mais fazem o leitor ficar insaciável por mais. Amo a maneira como a autora trabalha o desenvolvimento dessa amizade, irmandade, uma confiança quase idealizada. Depois de 'As Crônicas Lunares' que tem um desenvolvimento de grupo semelhante, encheu-me o olhos encontrar novamente tal característica que me agrada tanto.

Gansey é sem sombra de dúvidas meu personagem favorito de toda essa série. Eu amo seu crescimento, sua participação e sua importância. Além é claro, de ser muito sensato, sincero e fortemente leal. É um dos protagonistas mais bem resolvidos que já li ao longo dessa minha vida literária, e marca presença no meu top cinco de melhores. Sua relação separadamente com cada um dos outros 4 personagens, é linda. A forma como a autora descreve seu carinho tão variado de acordo com a pessoa. Ele é sensacional!

Mas não esqueço de Blue, mais uma feminista maravilha que eu amo de coração, ou de Ronan, que tem o arco mais original e as temáticas mais relevantes da série. Ambos são personagens que me emocionaram muito. Sem eles esse livro jamais seria o mesmo. Toda a sua interação com a trama ou com o protagonista tornam a trama da série dos 'Garotos Corvos' ainda melhor.

Ainda sim, Stiefvater, aos quarenta e cinco do segundo tempo, consegue criar e inserir novos personagens que fazem o leitor se apaixonar rapidamente. Henry é um deles. A sua chegada ao grupo cria toda uma oportunidade nova, uma química que parece complementar o que antes faltava. Me apeguei tanto a esse personagem que me vi espantado com a sua relevância para mim ao fim. Sinceramente, ele também é muito legal.

É com tristeza e mais um aperto no coração que me despeço desses personagens. Trazendo uma mitologia maravilhosa, cheia de segredos, perigos e magia, 'A Saga dos Corvos' é uma chocante mistura entre originalidade, escrita com tom poético e personagens contraditórios. Pode não ser o desfecho mais perfeito, mas sem dúvidas o mais emocionante. 'O Rei Corvo' é um célebre exemplar do gênero fantasia e vale cada segundo da leitura.



Maggie vive na Virginia com o marido, os dois filhos pequenos, dois cachorros, um gato e um camaro 1973. Ela é uma grande artista da música, é desenhista e atualmente apenas se dedica a carreira de escritora.



10 comentários

  1. Oi, Emerson!
    Migo, eu nem li a resenha porque ainda quero ler essa série ainda esse ano...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      De boas, mas podia ler que nao tem spoiler nao. Nunca deixo spoiler nas minhas resenhas. E se tiver eu sempre aviso.

      Abraços
      David

      Excluir
  2. Oi David! Uma das minhas séries favoritas da vida e com uma conclusão maravilhosa. Eu amo tanto estes personagens e li este volume com aquele medo de perder uma certa pessoa. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida!
      TAMBÉM. Que agonia aquele final. Mds eu já não tava aguentando de tanto que eu tava sofrendo por eles. Mas sim, pra mim, uma conclusao maravilhosa com um gostinho de preciso de mais.

      Abraços
      David

      Excluir
  3. Não conhecia a saga; pareceu-me interessante.
    Mas, preciso falar dessa capa que eu estou apaixonada. Muito linda mesmo.
    Eu sou do tipo que julga o livro pela capa hahahaha


    Borboletra

    Grupo de blogueiros no Whatsapp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hozana!
      Nao vou mentir que as capas foram um grande ponto pra me motivar a ler. Principalmente essa que é perfeita mesmo.

      Abraços
      David

      Excluir
  4. Oi
    primeiramente essa capa é linda e que bom que chegou ao final com o autor mantendo o nivel da escrita alto, todas as suas resenhas me empolgaram em começar a ler essas história, nem que seja em e-book.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi De!
      Espero realmente que voce dê uma chance. Vale cada minuto que puder investir. Maravilhosa demais.

      Abraços
      David

      Excluir
  5. Oi, David!

    Adoro as capas dessa série! Ainda não tive a oportunidade de ler, mas sempre fico empolgada quando leio as resenhas, pois são sempre positivas. Gostei de saber que a história teve um desfecho satisfatório e bem legal.
    Ótima resenha!

    Beijocas!
    http://artesaliteraria.blogpot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa!
      Num são lindas? O capista ta muito de parabens.
      Dê uma chance. Vale sim se arriscar porque é muito boa a serie e tem personagens incriveis.

      Abraços
      David

      Excluir

Expresse-se